Produção média da Petrobras cai 1% em abril

 
petrobras_fpso_cidade_de_vitoria_-_thiago_guimaraes_-_ag_petrobras_0.jpeg
 
Foto: Thiago Guimarães/Ag. Petrobras
 
Jornal GGN – A Petrobras informou, nesta quarta-feira (17), que sua produção total de petróleo e gás natural no mês de abril, com 2,72 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,60 milhões boed produzidos no Brasil e 120 mil boed no exterior.
 
No pré-sal, a produção de petróleo e gás natural operada pela estatal foi de 1,50 milhão de boed, no mesmo patamar do mês anterior.
 
Em relação ao mesmo mês no ano passado, o aumento na produção do pré-sal foi de 50%, influenciado pela entrada em produção do FPSO Cidade de Saquarema e do FPSO Cidade de Caraguatatuba, e também da elevação da nas plataformas FPSO Cidade de Maricá, Cidade de Paraty e Cidade de Itaguaí.

A produção média de petróleo no Brasil foi 1% menor do que em março, com 2,10 milhões de barris por dia (bpd). A queda foi causada, segundo a estatal, em razão da parada programa na plataforma P-37, no campo de Marlim, e também da parada na P-43, nos campos de Barracuda e Caratinga.
 
Já a produção de gás natural no Brasil foi de 78,5 milhões de metros cúbicos diários, um aumento de 1% na comparação mensal. 
 
P-66
 
A estatal também informou que teve início a produção de petróleo e gás na área de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, com o navio plataforma P-66. A embarcação é o primeiro FPSO próprio do Consórcio BM-S-11, e a sétima a operar no campo de Lula. 
 
A plataforma tem capacidade de processar 150 mil barris de petróleo por dia e de comprimir 6 milhões de metros cúbicos de gás.  A concessão BM-S-11 é operada pela Petrobras (65%), em parceria com a BG E&P Brasil – subsidiária da Dutch Shell (25%) e a Petrogal (10%).
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora