Roberto Azevêdo é reeleito diretor-geral da OMC

roberto_azevedo.jpg
 
Jornal GGN – O diplomata brasileiro Roberto Azevêdo foi reeleito diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) nesta terça-feira (28), para um novo mandato de quatro anos. 
 
Após ser escolhido pelos 164 países-membros da organização, Azevêdo disse que seu objetivo será “garantir que as negociações comerciais sejam mais inclusivas para que os benefícios sejam amplamente compartilhados”.
 
Em dezembro, o diplomata afirmou para o jornal A Folha de S. Paulo que se preocupava com o crescimento do movimento antiglobalização, muitas vezes associado à xenofobia e intolerância. 

 
Em relação ao Nafta, acordo entre Estados Unidos, México e Canadá considerado por Donald Trump como “o pior acordo comercial já aprovado pelos EUA”, Azevedo afirmou que a solução é buscar o diálogo e a conciliação entre os membros do acordo.
 
Uma das primeiras medidas anunciadas por Trump na Casa Branca foi a renegociação do acordo, que está em vigor desde 1994. 
 
Azevêdo minimizou as ameaças de que os Estados Unidos poderiam se distanciar da OMC. “Não tenho nenhuma indicação de que essa medida esteja sendo cogitada pela administração americana”, afirmou. 
 
O diplomata também disse que, em seu novo mandato, espera repetir ações como o acordo de facilitação de comércio, expansão do acordo de tecnologia da informação e eliminação de subsídios a exportações agrícolas.
 
Com informações da Folha
 
0gif-tarja-autores-que-sigo.jpg
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora