Usinas fio d’água

Do Canal Temático Energia

O Risco das usinas a fio d’água

 Nos últimos anos a preocupação com o impacto ambiental dos projetos hidrelétricos tem impulsionado cada vez mais o uso da tecnologia a fio d’água, que difere dos projetos hidrelétricos com enormes áreas alagadas por aproveitarem a vazão do rio. A fio d’agua não utiliza reservatórios ou os reduzindo significativamente. Por essa característica, a modalidade é defendida até por alguns grupos ambientalistas. O menor impacto ambiental, no entanto, não pode ser o único motivo para incentivar a instalação de uma usina a fio d’água, principalmente nos projetos de grande porte, consideram especialistas. Na prática, reduzir o  tamanho do reservatório significa reduzir a energia armazenada, uma vez que no período de chuvas, onde os grandes reservatórios acumulam água para geração posterior. Em períodos de estiagem, o trabalho é inverso: o Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS) determina a entrada em operação a pleno vapor de fontes complementares, as térmicas. continua

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora