Home Comércio e Serviços Vendas no varejo caíram 6,2% em 2016, pior resultado da série histórica do IBGE

Vendas no varejo caíram 6,2% em 2016, pior resultado da série histórica do IBGE

Vendas no varejo caíram 6,2% em 2016, pior resultado da série histórica do IBGE
 
Jornal GGN – Em 2016, as vendas no varejo caíram 6,2% na comparação com 2015, quando a queda foi de 4,3%. O resultado é o pior da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 2001. 
 
O varejo brasileiro tem sido fortemente afetado pelo aumento do desemprego, sendo que, em dezembro, o recuo foi de 2,1% na comparação com novembro, o pior resultado mensal desde janeiro.
 
Para Isabella Nunes, economista do IBGE, acredita em uma leve melhora no cenário em razão da desaceleração da inflação e da queda dos juros, mas ressalta que o mercado de trabalho continua fragilizado. 

 
De acordo com a agência Reuters, a expectativa era de queda de 4,5% na comparação anual e de 1,95% na comparação mensal. 
 
Todas as oito atividades que compõem o varejo restrito registraram recuo, com destaque negativo para as vendas de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que caíram 3,1% no ano passado, com diminuição de 3% em dezembro. 
 
“O consumo e o comércio foram impactados ao longo de 2016 por fatores que inibem o consumo, como pressão inflacionária, aumento dos juros e enfraquecimento do mercado de trabalho”, afirmou a economista. 
 
O recuo dos móveis e eletrodomésticos foi de 12,6%, e as vendas de outros artigos de uso pessoal e doméstico registraram redução de 9,5%. 
 
No varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, a queda foi de 8,7% em 2016, também a maior redução da série histórica. As vendas de veículos, motos, partes e peças caiu 14%, afetadas pela diminuição do ritmo de financiamentos, altas taxas de juros e restrição no orçamento das famílias.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 COMMENT

  1. Quem não depende disso, está

    Quem não depende disso, está rindo a toa, até porque retroagir, estagnar, implodir… é o que sabem semear, para colherem cada vez mais da forma mais fácil possível, e foi exatamente isso que gerou um Brasil na mérda que se encontra e que querem que continue, ditadores mafiosos que são. Dirigimo-nos a todos os golpistas direta ou indiretamente implicados no roubo aos 55 milhões dos brasileiros com B maiúsculo, que jamais roubaram, roubam ou roubarão o tesouro que representam os votos soberanos numa democracia. Falamos de fernando henrique cardoso clinto e sua corja de bandidos saqueadores mafiosos que estão infiltrados em todos os cantos da nação, em todas as frestas e buracos. Pior do que a tristeza que esses vendilhões cheios de preconceitos passam à nação, é a imensa e indescritível vergonha em tê-los como contemporâneos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile