Volume de vendas do varejo sobe 1,2% em julho

Patamar do setor atingiu recorde da série histórica iniciada em 2000, segundo IBGE; crescimento no ano chega a 6,6%

Foto: Helena Pontes/Agência IBGE Notícias

Jornal GGN – As vendas do varejo brasileiro subiram 1,2% durante o mês de julho, e não só atingiram seu quarto crescimento consecutivo como o maior patamar da série histórica iniciada em 2000, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano, o varejo acumula crescimento de 6,6% e nos últimos doze meses, cresceu 5,9%.

Cinco das oito atividades pesquisadas apresentaram taxas positivas no período, com destaque para o segmento de outros artigos de uso pessoal e doméstico (19,1%). Tecidos, vestuário e calçados (2,8%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (0,6%) também avançaram no período.

Colabore com o GGN. Clique aqui e saiba mais

Por outro lado, os segmentos hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,2%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,1%) ficaram estáveis. As atividades que reduziram o volume de vendas foram livros, jornais, revistas e papelaria (-5,2%), móveis e eletrodomésticos (-1,4%) e combustíveis e lubrificantes (-0,3%).

“Apesar do avanço, o movimento intrasetorial do comércio é muito heterogêneo. Algumas atividades ainda não conseguiram recuperar as perdas na pandemia, como é o caso de equipamentos e material para escritório, que ainda está 26,7% abaixo do patamar pré-pandemia, ou combustíveis e lubrificantes, que está 23,5% abaixo”, diz o gerente da PMC, Cristiano Santos.

No comércio varejista ampliado, que inclui, além do varejo, veículos e materiais de construção, o volume de vendas cresceu 1,1% em julho, frente a junho. Esse aumento foi puxado pelo setor de veículos, motos, partes e peças (0,2%), enquanto material de construção variou negativamente (-2,3%).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome