A onça lograda e outras onças no Clubinho da Leitura, em Barbacena

Há duas semanas, ganhei de presente do Luciano Hortencio, um fonograma que tinha como título “A onça lograda”. Enviou-me um email, com a mensagem” Espero que gostes”

Por Odonir Oliveira
 

Naquela manhã, ao criar um post escreveu assim:

“Fiquei muito bem impressionado com o trabalho desenvolvido pela amiga Odonir Oliveira, através do Clubinho da Leitura Plácido José de Oliveira. Mesmo com meus 64 bem vividos, ainda gosto muitíssimo de fotografias de animais e também de estorinhas de trancoso, como eram chamadas antigamente.

Marretando essa foto da internet, lembrei de pesquisar no site Projeto Nirez – Títulos, no intuito de encontrar um fonograma para editar com a foto da “Onça preguiçosa”, ou mesmo “Onça lograda”. Mestre Nirez me atendeu de pronto, porém, ao invés de vir uma música nos moldes usuais, chegou-me às mãos uma maravilhosa estorinha, da autoria de Sílvia Autuori, musicada por Cláudio Santoro. A interpretação é de Tia Chiquinha, que é a própria Silvia Autuori. A gravação é de 1950 e o lançamento de dezembro de 1951, ano em que nasci. gravadora é a Odeon, disco 13.197-B.”

https://jornalggn.com.br/blog/lucianohortencio/pra-nao-deixar-de-contar

https://www.youtube.com/watch?v=98bxxBNaGV0]

ISSO É UM DESAFIO PRA MIM

Vamos criar então.

No dia seguinte, ouvimos o fonograma no tablet (adoram quando usamos tecnologias), recriaram a história, deram seus pitacos etc. etc.

No Clubinho é assim: nem sempre vêm todas as crianças – AQUI NÃO É ESCOLA É UM CLUBINHO- portanto vem quem quer, quando puder PRA SER FELIZ.

 

É claro que muitos vêm sempre, porque a felicidade aqui não mora ao lado; mora aqui, naqueles minutos (90) em que estamos nós e alegres. Podem crer que eu sou a que mais sente PRAZER com eles. São quase uns netos postiços, entendem?

O violão e a flautinha agora foram incorporados ao Clubinho. Não podem imaginar o que nasceu disso, então.

Escrevi na volta do Clubinho, no blog do Luciano:

 As crianças adoraram a história.

“Pode chamar de Onça enganada, Odonir; é mais fácil”

Claro que pode.

Desenharam as personagens, recortaram umas e fizemos máscaras com suporte de mão; outras foram pintadas e inseridas em cenários.

Achando uma flauta, Ana Clara, 6 anos, resolveu subverter a história e com seu capuzinho de coruja, que hoje está frio aqui, assoprou encantando a onça. Há, há, há.

Veja você: queriam que eu subisse aqui com eles pra mostrar “pros seus amigos nossos desenhos”. Expliquei que se estivéssemos no skype, poderíamos fazer isso. Mas que assim era impossível.

Curtiram muito. E ainda ganhei um coro de Parabéns pra você, ao final, com os pais.

Valeu ou não valeu?

Obrigada, viu. “

 

HOJE, conseguimos mais.

Criamos outra historinha de onça, a partir de clipes de animais feitos por jns, durante esses dias.

 

https://www.youtube.com/watch?v=rpULzkxbSms]

 

ERA UMA VEZ UMA ONÇA QUE FICOU COM MEDO E FOI PRESA PORQUE FICOU COM MEDO

ELA NÃO QUERIA FICAR SOZINHA E MANDOU CHAMAR TODO MUNDO, DO REINO DOS ANIMAIS PRA FICAR COM ELA.

OS  PRIMEIROS FORAM OS CÁGADOS. ELES CONVERSARAM BASTANTE E CHEGARAM A UMA CONCLUSÃO.

https://www.youtube.com/watch?v=qGz9ZEh3Zcc] 

SÓ QUE ELES FALARAM EM INGLÊS CANTANDO, E NINGUÉM DESCOBRIU NADA, NADA. FOI UM MISTÉRIO.

DEPOIS A NOTÍCIA FOI PARAR LÁ NAS RÃZINHAS QUE SÃO MUITO UNIDAS E DISCUTEM TUDO, TUDO JUNTAS.

https://www.youtube.com/watch?v=xLQXDuiuqxg]

A CHEFE DELAS BEM QUE CHAMOU AS LÍDERES, MAS OS FILHOTINHOS DELAS NÃO DAVAM SOSSEGO. VOCÊS SABIAM QUE CHAMAM GIRINOS. É, FOI O GUSTAVO QUE CONTOU PRA GENTE AQUI.

MAS NADA DA GENTE DESCOBRIR A RESOLUÇÃO DA CONVERSA. PARECIA QUE SÓ QUERIAM MESMO ERA DANÇAR E PULAR. ” QUE ENGRAÇADO, NÉ, ODONIR!”

 

ALGUÉM DEU A IDEIA DE PROCURAREM O TUCANO, QUE PARECIA MAIS SÁBIO QUE A CORUJA, APESAR DE AS HISTORINHAS DAREM A FAMA SÓ PARA ELA.

O TUCANO OUVIU TUDO, ANDOU DE UM LADO PARA O OUTRO, FEZ A REFEIÇÃO… E PROMETEU SÓ DEPOIS SE MANIFESTAR SOBRE AQUELA IDA À CASA DA ONÇA. SERIA VIÁVEL? PENSOU, PENSOU.

https://www.youtube.com/watch?v=3Li1-KMthIw

 

SEU TUCANO COMPREENDEU QUE SERIA MELHOR UM RESPALDO, DIGAMOS ASSIM, DE OUTRAS AVES, BATEU TAMBOR E CHAMOU AS ARARINHAS, QUE MUITO FALADEIRAS, NEM QUISERAM SE METER. “POR FORÇA DE NOSSA PROFISSÃO, NÃO NOS METEMOS NA VIDA ALHEIA. CADA UM VÁ AONDE QUISER. QUANTO A NÓS… RESOLVEREMOS OPORTUNAMENTE”

 ASSIM FOI.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=4Bw-7wTcNYw

 

NA SEQUÊNCIA RESTOU AO PAVÃO, QUE TODO ENFEITIÇADO POR SUA PRÓPRIA BELEZA E PELO APEGO SEMPRE VELADO À ONÇA, INFORMOU A TODOS SEU CÓDIGO “SE EU ABRIR MINHA LINDA PLUMADA É QUE NÃO HAVERÁ PERIGO NA IDA DE TODOS LÁ. SE, POR OUTRO LADO, NÃO A ABRIR, SAIBAM QUE NÃO DEVERÃO IR.”

 

[video:https://www.youtube.com/watch?v=SXKD-qwXEUM

 

“NÃO DEU CERTO, ODONIR.”

Por que, Aninha?

“PORQUE ELE FICOU EM CIMA DO MURO. JÁ SEI, JÁ SEI. SÓ SE FOR PRA IR MAIS OU MENOS.”

“QUE NEGÓCIO É ESSE DE MAIS OU MENOS… OU ELE DIZ QUE É PRA IR OU QUE NÃO É, NÉ, ODONIR”- desafiou o irmão Gustavo. 

ENTÃO FORAM VISITAR A GRAÇA ELEGANTE. PENSATIVA, PENSATIVA, NADA INFORMOU AO CERTO, SE SIM OU SE NÃO. COMO AS OUTRAS AVES CONSULTADAS, NÃO QUIS SE COMPROMETER. SÁBIA A GARÇA ELEGANTE!

[video:https://www.youtube.com/watch?v=0wKsxonGuVc

 

JÁ SEI, JÁ SEI, ODONIR. A ONÇA VAI CHAMAR UM MONTÃO DE ONÇAS PRA AJUDAR ELA, LÁ NA CASA DELA. ASSIM SE ESSES BICHOS CHEGAREM… !”- concluiu Gustavo.

“VAI DAR B.O”- exclamou Aninha.

E o que é B.O. Aninha?

“É BRIGA DE ONÇAS, NÃO SABIA?”

NO FINAL TUDO ACABOU EM BANANA.

NINGUÉM DISSE SE IA VER A ONÇA OU NÃO.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=UzTLk2bvSmg

Ah, o título- como sempre votamos ao final das historinhas- escolheram entre vários: “OUTRAS ONÇAS”.

Gustavo foi vencedor por causa da ideia que teve de chamar outras onças para o final.

ESSAS CRIANÇAS SÃO SURPREENDENTES!

– VAMOS TOCAR FLAUTA E VIOLÃO, ODONIR?

 

VAMOS!

ESSA MINHA ONÇA PINTADA É O MÁXIMO!

MANDA E DESMANDA NOS MENINOS. TEM 6 ANOS.

É MOLE?

PROMETE!

 

Eu também me vesti de onça pintada, viu.

Aninha não deixou por menos. Colocou em mim uma peruca de onça, óculos de onça, pulseira de onça, capa de onça.

Gustavo me fotografou.

Mas vou poupá-los desse MICÃO.

Aqui eles sim são as estrelas. Eu, coadjuvante apenas.

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

20 comentários

  1. Nossa, que barato, Odonir!

    Nossa, que barato, Odonir!  Adorei!  Os desenhos estao lindos.  Talento definitivamente nao-meu.  Minha filha tem o talento pra desenho e ate tracing, diferente de mim;  ela faz tracings exatos e sem erro nenhum enquanto eu era tao distraido em conseguir o proximo milimetro de um tracing sem erro que nao via que isso me fazia perder a forma da linha inteira!

    Ah, e a garca eh linda, JNS.  No verao tem muitas que a gente ve do trem indo pra Nova York, se divertindo em Secaucus -que eh em sua maior parte um pantano gigantesco e fedido de pantano paulista, uh, fedido de esgoto cru (embora nao haja esgotos despejados em Secaucus).  Esses animais tem 3 nomes em ingles:  garca, cegonha, e crane, so especialistas sabem o que eh o que -cegonhas sao  e nor mes.  Mas eu fiquei com a impressao que essa garca do filme eh um crane por causa do livro do Crane Dancante, ja procurei varias vezes e nao encontrei o video do “Reading Rainbow” pra ver de novo.

    • Grande Ivan

      Devorador de Caranguejos do Alaska

      – uma maravilha dos restaurantes chineses nos EUA

      A diáfana garça tornou-se parceirinha dos pescadores do Iapu Country Club.

      Quando o pescado compartilhado rareia, ela não se faz de rogado e abandona os amiguinhos para fazer a vigília onde fiz o vídeo.

      É o mesmo local onde os funcionários do clube fazem a limpeza dos peixes e atiram as vísceras para a “princesinha”.

      [video:https://youtu.be/htPHMzqRzFg width:600]

      É um encanto, vê-la desfilar, descuidada e elegantemente, como um poodle manhoso expulso de Secaucus.

      http://photos.nj.com/jersey-journal/2012/05/field_station_dinosaurs_park_i_8.html

    • Ivan, eles adoram se fantasiar

      Ensinei-os a avaliar o dia do Clubinho.

      Ocorre às 2ªs e 6ªs feiras de manhã – com os menores que estudam à tarde- e nas 3ªs à tarde – com os do nível médio.

      Bacana é que aprendem uns com os outros- como sempre defenderam Freinet, Piaget, Vygotsky, P. Freire- mestres meus.

      Se por acaso não menciono que farei a avaliação do dia, na hora ‘Odonir, e as perguntas, não vai ter hoje?’

      E o que são as perguntas. São questões que lhes faço sobre TUDO que ocorreu no dia. E que eles fazem aos outros amigos também. Desde uma foto de meus filhos que viram, sem saber que eram meus filhos , bem crianças… e tinham que avaliar dentro das pistas que lancei pela história, objetos etc. quem poderiam ser aquelas crianças; meu filho de macacãozinho, 11 meses e minha filha com 9 anos.

      Surpresas: “. Ela é você quando pequena” – disse uma”. “Não, essa de macacãozinho verde é que é você quando bebê”- disse-me outro. 

      Nunca ninguém havia me identificado tão bem com meus filhos, quanto eles com aquelas descrições que fizeram deles como se fossem de mim e os porquês. Lindo, lindo!.

      CRIANÇAS SÃO DO BEM , TOTALMENTE!

  2. Baita trabalho,Odonir

    como ainda ouço falatem quando vou a Minas. O que você faz me emociona. E eu a tratar aqui de FHC, plantadores que todos acham devastadores e, pior, cachaças e jogos de azar, como algu[em já comentou sobre o nosso dominó. 

    Você tem razão, tudo cansa. Menos o que você faz com tanta dedicação e delicadeza. Parabéns!

    • Obrigada

      Se você soubesse o que foi isso, hoje.

      Algumas crianças foram embora antes das fotos, pena. Têm aula depois, e as mães os agarram à força.

      Mas a história do B.O. nasceu de uma outra história sobre embalagens vazias de pizzas, que o avô e avó não queriam pagar (personagens, claro) e um dos meninos disse então que precisavam fazer um B.O. Ao que lhe perguntei se sabia o que era B.O. Ele explicou para todos os outros direitinho.

      Hoje Aninha, danaaaada, veio com esse outro B.O. porque não pode perder nunca para os meninos. Até para os maiores.

      E mais. Outro dia me olhou. me olhou e quis saber quem comandaria o Clubinho quando eu morresse, (um dia daqueles em que eu estava abaixo da crítica de animação). Quis saber o porquê dessa perguntação. Respondeu ” É seus cabelos, já estão ficando brancos, você já fez 62 anos outro dia… acho que logo, logo você morre. “

      Expliquei que achava que ainda demorava e que até que não tinha tantos cabelos brancos assim, etc. que eu nunca os tingira (ela falou: minha mãe tinge, minha avó tinge, só você não tinge) Há, há, há.

      Lembrei a ela que ELES PODERÃO CONTINUAR O CLUBINHO. Já estarão grandes, saberão fazê-lo com os menores etc.

      Riu e encerrou: “É mesmo.”

       

      • Ouch!  Expulse esse menino do

        Ouch!  Expulse esse menino do clube nesse minuto!!!

        Eu tenho cabelos brancos desde antes de fazer 15 anos!  Sao 40 anos depois e eu ja tenho um pouquinho mais deles…

  3. É inspirador

    Descobrir que as crianças podem encontrar mensagens lúdicas e desenvolver um olhar bacana sobre a Natureza nas imagens entregues nos meus vídeos.

    [video:https://youtu.be/tdDoD1qqCZ0 width:600]

    Vislumbrei, na quarta-feira, esta tridimensional silhueta vegetal e, com certo risco, parei o carro em uma curva, à margem da BR-381.

    Ontem, quinta-feira, troquei o carro e levei uma escada para descer por um barranco tomado pelo capim colonião e ganhei arranhões, coceiras, cortes e carrapatos, mas, valeu a pena satisfazer o meu fantasioso olhar infantil.

    Acho que a molecada poderá gostar do clipe sobre o T REX, cujo acesso e aproximação, pelo ângulo favorável, ao terreno, que ele “apavorava”, não foi fácil de obter.

    [video:https://youtu.be/4nOfJ0YXDgI width:600]

    É inspirador testemunhar a acumulação de energia positiva, atirada pela Poetisa Odonir no mundinho de diamantes de quem vai construir o futuro.

    Parabéns!

    Valeu!

    • jns, (o editor de texto me sugere completar a frase… pois que

      de tantas maneiras já as comecei ao fazer comentários para você).

      Repilo. Que tenho meu próprio discurso.

      As crianças me fizeram muitas perguntas sobre onde você estava ao filmar os animais etc. etc. Não respondi a nenhuma. Fiz com que levantassem hipóteses sobre como haveriam sido gravadas as cenas. Do tucano e das rãs eles associaram direto à dança e repararam que o tucano tinha alguma coisa grudada nele. Das rãs, eu lhes disse que me davam nervoso, pulando daquele jeito. Os meninos disseram que adoravam, e Aninha falou “Eu também”. Perdi, portanto.

      A garça já não era novidade, desde que você postou eu trouxe para eles e havíamos feito outras atividades com o clipe também.

      A onça para eles era totalmente do bem e Gustavo não quis entoar o clichê da onça que devora os animais, humanizando-a. Amei. Quando eu gargalhei com a saída dele pra história, ele também riu muito. Adoram quando eu rio daquilo que falam e fazem.

      Seguramente teremos que fazer ‘um vale a pena ver de novo’ na 2ª feira, porque alguns faltaram hoje, por motivos familiares.

      Já sabem, quando os que faltaram chegam na vez seguinte. “Vocês nem imaginam o que nós fizemos na 6ª feira, né Odonir?”

      E danam a contar. Eu interrompo para organizar uma coisa ou outra, garantir a fala de algum menos expansivo…de resto é com eles.

      Gustavo e Rafael agora resolveram me paparicar- e eu ADOOOORO- arrumam os livros, espanam os objetos. Rafael adotou agora, 5 anos, ainda não lê, a seguinte estrutura verbal ao iniciar seus posicionamentos orai “Eu adoraria…” Há, há, há. 

       

       

      • jns, já ia me esquecendo que a Aninha reclamou que você havia

        dado batatinhas fritas para o tucano (crendo que as maçãs em tiras fossem batatinhas) “E depois ele reclamou daquele autor lá que deixou o caga-sebinho morrer no açúcar, né!”

        Desfeito o equívoco, ela reconheceu que você não era um  ASSASSINO COMO FERNANDO SABINO.

        Há, há, há!

        Aqui 2 trabalhinhos em massinha feitos pelas crianças, a partir de histórias lidas.

        O segundo é o 1º beijo de Bentinho em Capitu , de DOM CASMURRO (do Matheus do 1º médio da tarde). Capitu está sendo penteada por Bentinho e tomba a cabeça pra trás e se beijam, um beijinho pueril. Foi a partir desse capítulo que Matheus se interessou pelo livro e o está terminando agora.

    • JNS, o seu T REX eh barbaro,

      JNS, o seu T REX eh barbaro, mas tem uma coisa que voce nao conhece.  Eu ja vi esse efeito antes!

      Eh area de mineracao???

      De que minerio????

      O efeito salta aos olhos e ninguem viu???

  4. Os primos !

    Odonir, felinos são animais fascinantes.  Os ditos “domesticados” e os selvagens, como a onça.

    Qualquer atividade lúdica com animais só nos faz lembrar do cuidado que devemos ter com todos eles, em gratidão ao fato de termos nós a inteligência – que eles também têm – e O DISCERNIMENTO (neles, o instinto) para CUIDARMOS de todos nós e de todos eles também.

    O equilíbrio de tudo agradece!

    Mostre a tuas crianças os primos, belos, intrigantes e independentes que a Madame Onça tem.

    Lindo post, mas acima de tudo, BELÍSSIMA CONTRIBUIÇÃO para a construção de um mundo melhor.  Te agradeço!

    Maine Coons, Tigres, Linces …  Suas padronagens são digitais.  Conte a eles, assim como acontece com as pessoas, não há gatos iguais, nem os nascidos na mesma ninhada.

     

     

     

     

     

    • Aninha adora gatos

      Aqui no Clubinho temos uma gatinha de pelúcia toda branca. Deram-lhe o nome de Safira, com plaquinha no peito e tudo.

      Ana Clara gosta tanto dela, que pediu pra passar o fim de semana com ela em sua casa.

      Gatos são hóspedes nossos em todas as casas por aqui. Andam pelos telhados direto, namoram e enfeitiçam os seus gatos também.

      Hoje tem. Lua quase cheia, céu limpíssimo com estrelas. Ah, hoje tem.

       

  5. Crianças

    “É papo dez e tapas leves!”

    Parafraseando o bordão do ensaboado Armando Volta, elas estufam o peito e dizem sem medo do bicho-papão:

    – “Se gostei, digo que gostei. Se não gostei, digo que não gostei e pronto!”

    CEBUS – Centro de Biodiversidade da Usipa – cuida de aimais e aves selvagens da fauna brasileira, maltratados pelo homem e em condições precárias de preservação, com fins educativos, reprodução da espécie e, quando é possível a readaptação, serem devolvidos ao seu habitat natural.

    [video:https://youtu.be/Hgi6Fxa1H5E width:600]

    As “suas crianças” são muito espertas e notaram que algumas imagens das aves e animais do Zoo foram capturadas fora dos viveiros e outras na área interna, após uma concessão especialíssima – não gostaria de enfatizar este procedimento -, por motivos óbvios.

    Aos bebês do Clubinho da Leitura, diga, por favor, que sempre fui, alucinadamente, fascinado por dinossauros e épicas viagens espaciais.

    [video:https://youtu.be/39FNDedGSdk width:600]

    O Tio Jones manda beijos, através do vídeo do T Rex do Cebus, que foi editado, especialmente, pra eles!

    • Obrigada, viu

      Eles vão adorar.

      Gustavo, principalmente.

      Quase sempre fazemos BATALHAS DE POEMAS, leio um de qualquer livro e eles, tendo uns 3 outros nas mãos, têm que escolher outro poema para ler – ou sobre o mesmo tema, do mesmo poeta, até do mesmo ilustrador já ocorreu.

      Isso se dá quando lhes ponho um chapéu na cabeça. Para isso, têm que já ter havido manipulação dos livros, um tempinho antes, terem visto as ilustrações, quem são os autores etc. etc.

      E quem não sabe ler?

      Moleza, alguém lê o que este escolheu e ele vai repetinho verso a verso, oras. Já aprenderam e fazem isso “de boa”.

       

    • Rafael fez 5 anos

      Mas me disse que já estava bem mais pesado e que por isso queria fazer o MACACO- personagem- de “A onça lograda”. Isso me disse quando repliquei que Gustavo o havia escolhido justamente por ser mais leve e poder subir nas costas da oncinha Aninha. Veja só.

      Ao tocar violão, achou melhor nessa posição e não quis explicações sobre o porquê. É mais introspectivo (se isso for possível aos 5 anos). Mas Aninha logo disse “Odonir, senão ele não consegue, ele ainda é muito pequeno”

      Ele NÃO GOSTOU!”.

       

      (Já havia separado “Os dois corcundas” desde que você postou, para fazermos outro happening. 

      Obrigada, viu.

       

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome