FHC repudia ações da PF na UFMG

 
Jornal GGN – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso engrossou o coro dos descontentes com a ação da Polícia Federal na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Para FHC, que diz ser ‘notório’ que apoia as medidas anticorrupção, a nova prática de abuso de conduções coercitivas sem bases realmente relevantes tem ‘sua reprovação em nome dos valores da democracia e da liberdade’.
 
FHC cita o caso do reitor Luiz Carlos Cancellier, da Universidade Federal de Santa Catarina, que se suicidou após humilhações sofridas nas mãos da Polícia Federal, e aponta que a culpabilidade do reitor ‘não foi mostrada ao público’, que pudessem justificar as ações.

 
O ex-presidente diz ainda, que investigar é necessário e que acusar com base é função do MP, assim como o julgamento é função da Justiça, mas que ‘arbítrios e abusos não são compatíveis com o Estado de Direito’. Lembra ao público que já foi vítima do arbítrio na ditadura, o que o compele a protestar. E termina a nota, em seu Facebook, dizendo que essas ações ‘têm minha reprovação em nome dos valores da democracia e da liberdade’.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora