Bolsa Permanência tem regras e prazos para cadastramento

 

O Ministério da Educação lançou, no dia 9 de maio, o Programa Nacional de Bolsa-Permanência, que prevê auxílio financeiro para estudantes de baixa renda das instituições federais de ensino superior.  A partir de hoje, dia 13, as instituições e universidades poderão se cadastrar no programa.

A bolsa-permanência é um benefício a ser concedido aos estudantes que atendam os critérios para a política de cotas, estejam matriculados em cursos com carga horária maior que cinco horas diárias e tenham renda per capta familiar mensal de até 1,5 salários mínimos. O valor oferecido pela bolsa é de R$ 400,00, paga por meio do Banco do Brasil.

Índigenas aldeados, moradores em comunidades tradicionais indígenas reconhecidas e quilombolas matriculados em universidades federais também poderão ser atendidos. Neste caso a bolsa é de R$ 900,00, independente do curso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome