Laboratórios de Universidade foram migrados e não desmontados, esclarece Petrobras

Biblioteca e espaço sobre conhecimentos geológicos, vinculados à Universidade Petrobras, no Rio de Janeiro, estão sendo transferidos para um novo prédio, corrige nota

Jornal GGN – Ao contrário do que o GGN divulgou no dia 26 de julho, instalações da Universidade da Petrobras não foram destruídas, mas “passam por um processo de planejamento e migração, que envolve a transferência de laboratórios e exposições para o Edihb (edifício Horta Barbosa)”, conforme nota de esclarecimento da Petrobras que você acompanha a seguir na íntegra.

“Transferência de Laboratórios da UP e acervo da biblioteca

Com a intenção de corrigir informações falsas divulgadas recentemente, esclarecemos que as instalações da Universidade Petrobras estão passando por um processo de planejamento de migração, que envolve a transferência de laboratórios e exposições para o Edihb.

Um exemplo é o Espaço de Geociência Terra & Petróleo, cujo acervo foi cuidadosamente embalado e transportado, e atualmente se encontra completamente preservado aguardando apenas a sua montagem em local apropriado, sendo descartados apenas os adesivo de paredes, já danificados pelo uso e que não poderiam ser reaproveitados no novo espaço.

Quanto aos livros, a Biblioteca faz uma triagem periódica de seu acervo e das doações que recebe. Livros em bom estado de uso são mantidos em seu acervo físico ou encaminhados para doação. Única e exclusivamente quando apresentam conteúdo defasado ou sem condições de uso, são encaminhados para reciclagem.

Além disso, a Petrobras segue adicionando livros ao seu acervo, priorizando obras que possuam versões digitais, exatamente na intenção de garantir a maior disseminação possível para esses conteúdos”.

Na última sexta-feira, 26 de julho, um leitor, que pediu para não se identificar, encaminhou as imagens ao GGN e disse que funcionários do local foram abordados por homens avisando que eles retirassem o que quisessem, porque o local seria destruído.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora