Parlamentares pedem que MPF investigue planejamento e verba para Enem 2021

A ação ocorreu após suposta declaração do presidente do Inep, Danilo Dupas, que as provas não seriam aplicadas neste ano por questões orçamentárias

Reprodução

Jornal GGN – Um grupo de 29 parlamentares solicitou ao Ministério Público Federal (MPF) abertura de um inquérito civil para investigar o planejamento e o orçamento para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. A ação ocorreu após suposta declaração do presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep), Danilo Dupas, dada em reunião do Conselho Nacional de Educação (CNE), que as provas não seriam aplicadas neste ano por questões orçamentárias. 

A representação é liderada pela vereadora Erika Hilton (PSOL-SP), mas conta com o apoio de deputados estaduais e federais, além de senadores.

“É evidente que há insegurança no tocante à realização do Exame Nacional do Ensino Médio no ano de 2021, principalmente diante da possibilidade de não haver orçamento para sua aplicação no corrente ano, fato que prejudicará milhões de cidadãos, inclusive do Estado de São Paulo”, diz o documento.

Apesar de sua suposta declaração, o chefe do Inep negou qualquer decisão e afirmou que o órgão “está trabalhando na elaboração do cronograma que será divulgado nos editais”. 

O MPF-SP informou que após a distribuição da representação será feita a análise das informações, “o que pode significar a instauração de um inquérito ou outras medidas cabíveis”.

Com informações do Uol.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome