Bolsonaro volta a criticar medidas de combate à covid-19

Presidente não participou da primeira reunião do Comitê de Crise e, sem usar máscara, voltou a reclamar do lockdown e do isolamento social

Foto: Sergio Lira - Poder360

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro continua na contramão daquilo que cientistas e médicos recomendam para combater a covid-19: enquanto o comitê de crise criado para avançar as medidas contra a pandemia, o presidente criticou lockdown e o isolamento social.

“Não é ficando em casa que vamos solucionar esse problema”, disse, segundo o jornal O Estado de S.Paulo. “Essa política continua sendo adotada, mas o espírito dela era se preparar com leitos de UTI, respiradores, para que as pessoas não viessem a perder suas vidas por falta de atendimento”, criticou o presidente em pronunciamento feito sem o uso de máscara.

O pronunciamento foi feito menos de 10 minutos após o primeiro encontro do comitê, em que participaram o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que reforçaram a necessidade de se usar a máscara e de se fazer isolamento social, com defenderam maior participação na compra de vacinas.

Bolsonaro não esteve presente na reunião do Comitê de Crise, e voltou a afirmar que a ação de governadores e prefeitos pela adoção de lockdown impedem as pessoas de trabalharem e podem leva-las à fome. O presidente também comparou tais medidas com as de um estado de sítio.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora