O nazismo em Curitiba

Em Observação

Em outro post tentei inserir uma discussão sobre o crescimento do fascismo em Curitiba. Acho que aqui o tema se torna mais adequado.

Todo mundo sabe que há organizações de jovens nazistas em Curitiba. As suásticas estão pichadas por toda parte no centro da cidade. Toleradas pelo Estado, essas organizações cometem crimes de tempos em tempos: assassinatos de homossexuais, negros e nordestinos. Eventualmente, alguns líderes são presos, mas, de modo geral, a polícia permite que os bandos continuem se desenvolvendo. O motivo é simples: os quadros dessas organizações são quase sempre filhos de policiais, de militares, de juízes.

Em 2009, um casal de jovens nazistas foi executado pelos líderes de sua própria organização, por divergências políticas. A polícia prendeu seis pessoas na ocasião. Mas os crimes rotineiros contra homossexuais, travestis, negros, miseráveis que dormem ao relento ficam sempre impunes.

AlemAlém das organizações propriamente nazistas, há também grupos fascistas mais discretos, não-hitleristas (ao menos formalmente). Eles crescem parasitando movimentos culturais como o dos skinheads e suas múltiplas variantes. Os ingredientes ideológicos são o nacionalismo, a xenofobia, a ideologia das lutas de gangues e conflitos de rua (inspirados nos hooligans ingleses).

Os líderes desse movimento possuem uma banda de rock na cidade que faz sucesso entre jovens de classe média desajustados. O conjunto chama-se “Mão-de-Ferro”, alusão ao uso do “soco inglês”.

A xenofobia e outros ingredientes básicos do fascismo aparecem na música “Curitiba”, veja a letra e o vídeo aqui:

http://letras.terra.com.br/mao-de-ferro/975518/

Outras canções incitam a violência, pura e simplesmente: “matar ou morrer”. À medida que o ódio cresce, eles procuram um alvo. O conteúdo fascista e de ultradireita aparece finalmente na canção “Sem-Terra e Sem-Vergonha”, onde os inimigos são identificados: “o PT, comparsa do maldito MST”. Confira:

http://letras.terra.com.br/mao-de-ferro/975519/

É claro que vivemos numa república burguesa democrática. Todos têm liberdade de expressão. O fascismo tem direito à liberdade de expressão. Por isso eles usam táticas sutis (conjuntos de rock) para aliciar membros. Como o Estado tolera o fascismo (é um contingente útil no momento de reprimir uma eventual revolução), cabe a nós – defensores da democracia, socialistas,  ativistas dos movimentos sociais, etc. – denunciar o crescimento dessas organizações.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. ??

    JÁ FUI NUM SHOW DO MAO DE FERRO NA CERVEJARIA DA VILLA E POR LA HA NEGROS E GAYS, POREM REALMENTE ACREDITO QUE HÁ UM POUCO DE ALUSAO À VIOLENCIA NAS LETRAS.. MAS ENFIM… ACREDITO QUE O IMPORTANTE É RETIRAR ESTA IMAGEM DE QUE TODO SKINHEAD É NAZISTA…

  2. Nacionalismo=Fascismo, a

    Nacionalismo=Fascismo, a opressão de um povo, e ou uma cultura sobre a outra, a todos irmãos trabalhadores, não caiam nessa cilada, o inimigo é seu patrão, é o Estado burguês, as mazelas sociais, etc…Não passarão! Nazi-fascistas, não passarão!

  3. Curitiba fascista

    Já morei em Curitiba, o fascismo naquela cidade cresce por dois aspectos: primeiro a prepotencia de se considerar uma capital europeia no brasil, que acarreta um pensamento racialmente preconceito vindo dos descendestes de alemaes, italianos e ucranianos (brancos racistas) e segundo com a proximidade de São Paulo, a capital paranaense é muito influenciada pelo discurso conservador , fascistas, e xenofobico dos tucanos, alioadoa a cultura europeias de supoerioridade racial. E´tão evidente essa mentalidade nas terras da araucaria que tem o ar daquele lugar é mais denso e as pessoas vivem te olhando com desdem e desconfiança. Curitiba é a Dresden brasileira, ja que Berlim é São Paulo.

  4. Curitiba fascista

    Já morei em Curitiba, o fascismo naquela cidade cresce por dois aspectos: primeiro a prepotencia de se considerar uma capital europeia no brasil, que acarreta um pensamento racialmente preconceito vindo dos descendestes de alemaes, italianos e ucranianos (brancos racistas) e segundo com a proximidade de São Paulo, a capital paranaense é muito influenciada pelo discurso conservador , fascistas, e xenofobico dos tucanos, alioadoa a cultura europeias de supoerioridade racial. E´tão evidente essa mentalidade nas terras da araucaria que tem o ar daquele lugar é mais denso e as pessoas vivem te olhando com desdem e desconfiança. Curitiba é a Dresden brasileira, ja que Berlim é São Paulo.

    • Essa Curitiba “de ar pesado”?

      O discurso é seeeempre o mesmo “povo frio”, “povo que desdenha ou outro”, “povo xenófobo”, e blá blá blá… Pessoal, ninguém precisa ser simpático com ninguém se não quiser (sim, agora você que está lendo e tem o pensamento limitado dos que chamam os curitibanos de xenófobos deve estar falando “Aí óhh!!! mais um curitibano que se acha melhor que os outros”) e é simplesmente isso. As pessoas vem morar aqui, vem trabalhar, usufruem da cidade que é sim uma cidade muito boa para se viver, e reclamam de tudo, claro que eu não faço quetão de ter uma pessoa assim na cidade onde eu moro, independente da cidade em que eu esteja morando. Quer clima tropical e gente simpática, aqui não é esse lugar, embora não sejamos tão antipáticos assim né, mas enfim, nem vou entrar nesse mérito. Outra coisa, ninguém aqui acha que Curitiba é uma cidade européia, as pessoas que vem para cá é que dizem isso, eu particularmente nem gosto dessa comparação porque não é real, não faz sentido nenhum, embora tenha um pouco da arquitetura e até lugares que são inspirados na europa, mas isso é por diversas outras razões – como a colonização e mais tarde, a vinda de empresas europeias para cá – e não porque nos achamos europeus, até porque ser europeu não quer dizer nada e quem afirma esse tipo de coisa só legitima o suposto preconceito. Enfim, parem de achar que aqui é a Alemnha nazista ou a Itália de Mussolini e se aqui as pessoas não são do jeito que vocês acham que deveriam ser, não quer dizer que elas estejam erradas, elas são apenas diferentes e não fiquem tão putos quando ouvirem de alguém um “Ainda bem que você não mora mais aqui então”, porque provavelmente algo foi dito para causar essa reação porque ninguém gosta de ouvir  pessoas falando mal de sua cidade. Enfim, não sejam gado, tenham opinião própria, mesmo que negativa, mas própria.

    • resposta aos amigos que contra a a algumas situações:

      Sou Paulista Pai, Mãe, avós, minha familia é do Vale do Paraiba, CRuzeiro, garatingueta, Campos do Jordão e São Paulo capital, pois bem:

      Vem passear em Sampa!!!  a baianada(baianos e nordestinos) invadiram tudo, estão acabando com tudo, nosso mode de vida, qualidade de vida, sossego – é só barulho(carro e motos), manos, vagabundaiada, marginais não respeitam ninguem, SÃO PAULO JÁ ERA E QUEM ACABOU COM ESTA MERDA FOI O PSDB (Alckim, Serra, Aloisio etc, etc) ESTA UMA MERDA, INCLUSIVE NO INTERIOR QUE É NOSSO REDUTO DE PAZ ETC, é só baiano e nordestino fazendo merda e  A FILHA DA PUTA DA POLICIA PM MARIA DO ROSÁRIO PROTETORES DE VAGABUNDOS E MARGINAIS(BAIANOS E NORDESTINOS) NÃO FAZEM NADA  – ISTO PARA MIM TEM ARMAÇÃO, SÓ PODE TER ALGUMA COISA POR DE TRAZ!!!

      Eu e minha familia estavamos pensando sériamente e mudarmos para Curitiba ou Joenville JUSTAMENTE UMA CIDADE COM ARES DE EUROPA(POVO EDUCADO ETC, ETC) – mas pelo jeito!!! é melhor ficar por aqui e tentar ir para Suiça, Norte da Italia ou USA!!

       

      ACABARAM COM SP AGORA ESTE MERDAS IRÃO INVADIR CURITIBA E INTERIOR E DEPOIS STA CATARINA – IRÃO ACABAR COM VOCÊS.

       

      7 JULHO de 1932  que Saudade –  precisa voltar urgente.

       

      UM grande abraço Curitiba – abram os olhos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

       

      Xavier – Paulista da Nata(como dizemos por aqui) 

  5. Moro em Curitiba a 43 anos.

    Moro em Curitiba a 43 anos. Só não concordo com o título do post do Robson Roberto, mas com o restante do texto, sim. E Marko, essa Curitiba de “ar pesado” é com certeza verdade. Não é fácil viver aqui.

    Não é fácil fazer amizade e quando se  tem, poucos amigos, não são de se visitar. Vizinhos? Na maioria das vezes, bom dia, boa tarde, boa noite se por acaso cruzar com ele.

     

  6. CTBA

    Sou curitibano nato.

    Senhores,  o fascismo e nazismo  crescem em Curitiba.  Infelizmente sempre existiram  e  estão se alimentando da situação política para justificar algumas idéias.

    Outras coisas estão acontecendo.

    Muitos problemas surgirão

  7. Curto muitoo Mão de Ferro  e

    Curto muitoo Mão de Ferro  e nem por isso sou Skin ou Nazista. Tenho amigos Punks que curtem o som dos caras e até que sei a relação é tranquila. Mas sempre tem um babaca que quer encrenca, que é ignorante e não respeita e quer ser respeitado. Por isso que da briga por aí! Trabalho e estudo em Curitiba, é uma cidade que amo muito. Como qualquer outra cidade tem seus defeitos sim, mas faz parte. Sempre me acolheu bem, algumas pessoas são chatas, não gostam de conversar, mas eu tbm sou assim então tudo bem. E essa parada de ser a ”Europa Brasileira”, tipo só quem é de fora que fala isso, pois aqui é tipo bem de boa. Ninguém fala.

    Infelizmente em todo lugar existe pessoas xenofóbicas, preconceituosas, racistas.. O Brasil, o mundo tem muito a evoluir ainda! :/

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome