Escolas do Sistema S vivem “clima de terror”, diz presidente da FEPESP

Demissões de professores, fechamento de classes, fim do sistema SESl/SENAl articulado ao ensino médio e outras medidas estão sendo motivadas por gestores e por Skaf, alertou Celso Napolitano
 
 
Jornal GGN – O professor da Fundação Getúlio Vargas e presidente da Federação dos Professores do Estado de São Paulo (FEPESP), Celso Napolitano, denunciou ao GGN o “clima de terror” instalado nas unidades do Sistema S, sobretudo no SESI/SENAI, com ameaças de demissões em massa e diminuição de carga horária no Ensino Fundamental e Médio, incentivados pelos próprios gestores, incluindo o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf.
 
As ameaças foram relatadas pelos professores do Serviço Social da Indústria e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, e confirmadas pela Federação. Com coleta de depoimentos, os cortes dos educadores foram confirmados e o representante patronal justificou-se pela “previsão orçamentária de 2016, enviada pelo SESI Nacional”, que contemplará uma queda na arrecadação de 6,9%.
 
Entre as medidas de cortes anunciadas pela entidade estão o fim do período integral do 6º ao 9º ano, a partir de 2016, e a não abertura de matrículas para o 1º ano do Ensino Fundamental, nas Unidades Externas que funcionam em prédios alugados ou cedidos.
 
“A FEPESP entende que as drásticas medidas não são motivadas pela anunciada redução de 30% nas verbas do Sistema S”, afirmou Celso Napolitano. 
 
Diante do cenário identificado, de previsão de professores desempregados e estudantes sem ensino, a Federação convocou uma reunião emergencial com os sindicatos integrantes da FEPESP, que ocorrerá no próximo dia 13 de outubro. O presidente ainda comunicou que “já está tomando atitudes para entender os cortes na educação do SESI/SENAI, como a convocação de um audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e um pedido de esclarecimento junto ao Congresso Nacional”.
 
Abaixo, o documento que reúne qual é o cenário no SESI e as medidas de cortes levantadas, encaminhado ao GGN.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora