NaMaria: negócios de Brasília e São Paulo

Mais uma coincidência entre os negócios de Brasília com os de São Paulo? Sei não, Nassif.

Veja que boniteza os contratos da PRODESP com a Fence Consultoria, aquela de 2002 quando Serra era Ministro da Saúde. Uma gracinha. São R$2.645.040,24 em pagamentos para a empresa do Sr, ex-coronel Ênio Gomes Fontenelle fazer o que faz de melhor a mando de quem, pelo jeito, gosta da coisa. 

Do NaMaria News

Coincidências do Dossiê 2002 nos Negócios de SP

Longe de nós, mil léguas serra acima, inventar qualquer hipótese absurda além de registrar meras coincidências. Mas o fato é que os negócios e personagens de Brasília sempre caminham ao lado dos de São Paulo – este humílimo blog já mostrou alguns.

Observe, por exemplo, o que saiu no blog do Douglas Yamagata, em 6/setembro passado: Recordações do Dossiê de 2002, também incluído no Conversa Afiada de hoje, cuja fonte foi a Revista Veja – edição 1743 – de 20 de março de 2002.

Vamos falar por imagens retiradas do Yamagata e outras saídas da verdadeira imprensa de oposição oficial, que parece ser mais fácil – os grifos são desta casa.

Pois não é que essa Fence Consultoria Empresarial LTDAde propriedade do ex-dirigente do SNI, o coronel reformado do Exército Sr. Ênio Gomes Fontenelle, também foi parar em São Paulo, precisamente na Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, mais conhecida como PRODESP, que cuida de todo sistema comunicacional – e internet, claro – da administração pública estadual? Pois foi.

As relações e negócios começaram, aparentemente, em 2008.

A primeira ocorrência em Diário Oficial, de 26/abril/2008, mostra o seguinte contrato sem licitação:

Entretanto, poucos dias depois do anúncio acima, aparece este outro, em 5/julho/2008, com valor corrigido de míseros R$69.120,00 para anabolizados R$858.640,08. Não se sabe o motivo, o DO mais uma vez não aponta, mas mostra:

Em 19/agosto/2008 o DO confirma tudo e solta o extrato do contrato:

Em 18/agosto/2009 a coisa continua firme e forte: ocorre a prorrogação para o mesmo contrato de serviços técnicos especializados em Segurança de Comunicações – seja lá o que isto represente. Valor: R$ 858.640,00. Vide:

Finalmente, em 18/julho/2010, mais uma prorrogação. Tudo sem licitação noPRO.000.5436. Proc.: 84906. O valor continua o mesmo: R$ 858.640,00.

Tudo beleza não só para a sugestiva empresa cujo nome é “cerca” in English, mas também para o Tribunal de Contas de SP, que achou tudo absolutamente normal – conforme pode ser averiguado aqui nas páginas do Legislativo do DO.

Até o momento, a Fence recebeu dos cofres públicos paulistas quantia bem superior àquela de 2002, quando prestou honrosos serviços ao Ministério da Saúde. Agora sãoR$2.645.040,24.

Mas não há com o que se preocupar, são apenas coincidências.


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome