PMDB pede que Planalto discuta ministérios com bancadas da Câmara e Senado

Segundo a Folha, Michel Temer teria sugerido, ainda, que Dilma não deixe Eduardo Cunha de lado

Jornal GGN – Em meio às discussões sobre reforma ministerial, o PMDB já se prepara para perder algumas pastas de um lado e, de outro, conquistar uma maior, como a da Saúde, segundo informações publicadas pelo Estadão nesta terça-feira (22). No dia anterior, caciques do PMDB teriam sugerido ao governo que trate dessas reformulações com os líderes das bancadas da Câmara e do Senado, Leonardo Picciani e Eunício Oliveira, respectivamente. 

O argumento, segundo o jornal, é que Dilma Rousseff foi muito “vaga” ao falar do novo espaço do partido. Michel Temer e Renan Calheiros teriam dito que não querem indicar ministros. O vice-presidente, no entanto, sugeriu que Dilma consultasse Eduardo Cunha. A informação é do Painel.

Na publicação da Folha, o fato de Temer não ter indicado um ministro foi interpretado por figuras próximas a ele como um sinal de “consolidação do deslocamento do vice em relação à presidente”. Já Dilma teria rebatido que Eduardo Cunha rompeu com o governo, o que dificulta uma discussão sobre reforma ministerial com o presidente da Câmara. Renan, por sua vez, adotou o discurso protocolar de que não é papel do chefe do Senado debater cargos.

Segundo informações do Ilimar Franco, em seu blog n’O Globo desta terça, “Na montagem da reforma, Dilma está perguntando aos dirigentes dos partidos aliados se eles garantem, caso necessário, os votos de suas bancadas contra o impeachment. São 172 os votos para impedir que o processo chegue ao Senado. Um opositor diz que o Planalto tem condições de garantir esse apoio. Hoje, teria 137 votos fechados. Precisa pescar outros 34 votos em oito partidos aliados ou independentes.”

Segundo reportagem do Estadão, após diálogo com o Planalto, Cunha teria decidido adiar a resposta que deve à oposição sobre os trâmites legais do processo de impeachment na Câmara. Ao jornal, ele disse que a maioria das perguntas dos deputados do PSDB, PPS, Solidariedade, PTB e DEM tratam de questões de mérito, e não dúvidas regimentais. 

Os ministérios do PMDB

O PMDB deve perder o Ministério da Pesca, que deve ser vinculado ao da Agricultura. Kátia Abreu será mantida na Pasta, segundo a coluna de Ilimar, por tratar-se de ministra da cota pessoal de Dilma. Dessa maneira, Helder Barbalho, filho do senador Jader Barbalho, deve perder sua cadeira. O Estadão publicou que peemedebistas querem que ele seja reaproveitado com um cargo numa estatal.

A Secretaria de Portos, hoje sob o comando do ministro Edinho Araújo, deve ser anexada pela Secretaria de Aviação Civil, com Eliseu Padilha à frente. Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger já pediu para sair.

O Ministério do Turismo, hoje nas mãos do ex-deputado Henrique Alves, pode ser anexado a outro ministério, mas o PMDB trabalha para manter a pasta e o titular.

Já o ministro Antonio Monteiro Neto deve deixar o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Quanto aos demais partidos aliados, a tendência é que permaneçam com os ministérios que possuem hoje: PR nos Transportes, PSD em Cidades, PP na Integração Regional, PTB no Desenvolvimento, PRB nos Esportes e PCdoB em Ciência e Tecnologia.

Menos PT

O PT já está ciente de que vai perder espaço com a aglutinação de ministérios. A legenda trabalha para que as pastas sociais sejam mantidas, pois o corte provocaria alto custo político e muito baixo do ponto de vista financeiro.

Ilimar também escreveu que o Ministério das Comunicações, que vem perdendo protagonismo nos últimos anos, deve ser extinto. Ricardo Berzoini é cotado para a Secretaria Gerald da Presidência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. Neese pmdb também só tem palhaço

    Não quer indicar ninguém , não é função deles indicar e eles nem ligam pra isso. Aí ela escolha e nomeia os Mninistros e então eles ficam revoltados e começam a retaliar o Governo na câmara e no senado , porque , de repente , descobre-se que n]ao é quem eles queriam. Mas veja bem , eles não querem interferir.

    Esse pessoal é muito estranho(pra não falar um palavrão muito pior).

  2. Perceberam A PEGADINHA?

    O Ministério das comunicações vaid eixar de existir?

    Um dos mais relevantes para qualquer país e vai deixar de existir?

    Balão de ensaio da Globo e teles que SONHAM com o dia que só obedecerão a si mesmas apenas, ou seja, a Anatel!

    Ali, o Governo tem apenas PARTE do poder de decisão.

     

    Sobre Cunha, me parece que é uma armadilha para Dilma! Não faça qualquer acordo com Cunha e pague para ver! Se não quer ministério, então não quer ministério. E bola pra frente!

  3. Se Dilma cair nessa de

    Se Dilma cair nessa de negociar com quase mortos, logo,logo, estará morta, também.

    O vice presidente, como afirmou Ciro, é aliadíssimo de Cunha e componente do golpe. Se a presidente resolver charfurdar para agradar um denunciado, terá dado um largo passo em direção ao cadafalso.

    A sondagem para ocupantes de cargos tem de ser feita pela articulação política, a função do chefe do executivo é chancelar ou rejeitar. A conversa de Dilma com Renan e Cunha devem ser rituais e, de preferência, com testemunhas.

  4. A arapuca está armada!!!

    Falta a Dilma cair!

    A justificativa para a armadilha vem da constatação de que o impeachment não será possível.

    Se não é possível, então, como terminar essa história toda COM LUCRO?

    Fazendo Dilma manter o cargo PORQUE comprou Cunha!

    Fim da novela!

     

    PS. Explicação para retardatários. Se Dilma comprou ou não(Cunha) é irrelevante PORQUE a notícia será esta. Basta sentar na mesma mesa que Cunha e a novela acaba em pizza.

  5. Parabéns ao GGN!

    Parabéns ao GGN!

    A escolha das fotos da Presidenta da República para ilustrar várias matérias está very good.

    De dar inveja ao PIG, o Partido da Imprensa Golpista.

  6. “Matéria”

    Até que enfim uma “matéria” (o que a rede golpe faz mesmo é propaganda, sempre á base de diz que disse, intriga, insinuação, meia verdade  e outras modalidades de fofoquinhas) com o real sentido do que de fato significa “articulação política” e “projeto de país”…

    Mas ainda persiste a questão: o Executivo espera ou não o Supremo se manifestar?

    Falam tanto dos “erros” de Dilma na “articulação” política mas em nenhum momento comentam a voracidade desses achacadores do Congresso. Pura hipocrisia msturada com miopia. É evidente que eles precisam falar o diabo dos “comedores de crinacnhas” pra justificarem tudo e qualquer coisa.

  7.  
    Aqui pra gente, e que

     

    Aqui pra gente, e que ninguém nos ouça. Mas, esse rapaz com pinta de mordomo da casa grande pode enganar o diabo que o parta, mas a mim não. PQP!!!!  Mas,esse PMDB não passa de um valhacouto de achacadores da molestia. Puta que pariu!…

    Dilma, aplica um pontapé na bunda desses cafajestes do pmdb, mande-os à pqp e denuncie todas as trapaças desses safados. E, seja o que venha a acontecer, conte com os brasileiros apartados dessa bandidagem oportunista.

    Orlando

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome