BCE mantém taxas de juros em 0,05%

Jornal GGN – O Banco Central Europeu (BCE) manteve as taxas de juros na zona do euro no mínimo histórico de 0,05%, como forma de estimular o ritmo de crescimento do bloco. O conselho de governo também decidiu pela manutenção da taxa de juros da taxa marginal de crédito, pela qual empresta dinheiro a um dia, em 0,30%. A instituição também não mexeu na taxa de depósito, que remunera depósitos overnight em bancos centrais nacionais aos bancos, em -0,20%.

Após o anúncio, a entidade oficializou a revisão para baixo de suas previsões de crescimento para este ano em um décimo para 1,4% (1,5% previsto em junho) e de inflação dois décimos para 0,1% (ante 0,3% nas previsões anteriores).

Segundo informações da agência de notícias EFE, o presidente do BCE, Mario Draghi, disse em entrevista coletiva que aumentaram os riscos em baixa para o crescimento da zona do euro por causa do arrefecimento das economias emergentes, que freia as exportações da área. Além disso, a queda do preço do petróleo apresenta-se como o maior risco em baixa para a inflação.

De acordo com a agência AFP, Draghi sinalizou que a inflação da zona do euro pode ficar em território negativo nos próximos meses, mas que isso será temporário. “Poderemos ver cifras de inflação negativas nos próximos meses, mas isso se deverá essencialmente a efeitos temporários vinculados ao preço do petróleo”, declarou, ressaltando que não há limites para a instituição em termos de política monetária e, por isso, o atual programa de compra de dívida poderá ser prolongado, caso seja necessário, além de setembro de 2015, afirmando que não existem limites na capacidade do BCE para acentuar a política monetária atualmente em vigor.

 

(Com EFE e AFP)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora