Casa Branca tenta distanciar Trump da campanha de Bannon e sua prisão

Diz o comunicado que Trump não teve nada a ver com a campanha do muro.

Jornal GGN – Steve Bannon foi preso na manhã desta quinta por fraudes relacionadas à campanha que lidera de construção de muro entre México e Estados Unidos. A denúncia fala da campanha virtual por fundos de construção terem sido desviados e que Bannon teria recebido algo em torno de US$ 1 milhão para ‘despesas’.

A Casa Branca divulga declaração oficial de Donald Trump sobre a prisão de Steve Bannon, que foi um importante conselheiro de Trump.

No comunicado, a Casa Branca afasta Trump da campanha We Built The Wall e de Bannon, afirmando que Trump não tinha envolvimento com o projeto e que se

A Casa Branca divulgou a declaração oficial de Donald Trump sobre a prisão de Steve Bannon , um ex-conselheiro importante de Trump. Diz o comunicado que Trump não teve nada a ver com a campanha do muro.

“O presidente Trump sempre sentiu que o Muro deve ser um projeto do governo e que é muito grande e complexo para ser tratado de forma privada”, disse a secretária de imprensa Kayleigh McEnany. “O presidente Trump não se envolveu com Steve Bannon desde a campanha e o início do governo, e ele não conhece as pessoas envolvidas neste projeto.”

Embora Trump não tivesse ligações diretas com a campanha, os fundadores alvejaram os apoiadores de Trump ao reunir doações, usando o nome “Trump Wall” ao anunciar o muro em uma página do GoFundMe, agora excluída.

Enquanto respondia a perguntas de repórteres no Salão Oval, o próprio Trump disse que estava “triste” ao ouvir sobre a prisão de Steve Bannon, mas reiterou que se distanciou de Bannon “por um longo período de tempo”.

Bannon foi uma figura chave na campanha de Trump em 2016 e esteve próximo do presidente até o verão de 2017, quando Bannon criticou o encontro de Donald Trump Jr. com um grupo de russos durante a campanha como sendo “traidor” e “antipatriota”. Bannon foi demitido de seu cargo de conselheiro da Casa Branca e desde então se distanciou do presidente. No verão passado, Bannon sugeriu apoiar a campanha de reeleição de Trump e tomou medidas para tentar voltar aos círculos do presidente.

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora