Covid-19 terá duração prolongada, diz Comitê da OMS

Comitê de Emergências de Covid-19 da OMS concluiu "que o surto continua sendo uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional", o nível de alerta mais alto da organização

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom - Foto: Reuters

Jornal GGN – O Comitê de Emergências sobre a Covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu, em declaração emitida neste sábado (01), que a pandemia do novo coronavírus terá “duração prolongada” e manifestou “a importância de manter as iniciativas de resposta” dos governos dos países.

O Comitê concluiu, por unanimidade “que o surto continua sendo uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII)”, que é o nível de alerta mais alto da organização.

“A pandemia é uma crise sanitária que ocorre uma vez a cada 100 anos e cujos efeitos serão sentidos durante décadas”, afirmou o diretor-geral da OBS, Tedros Adhanom.

“Muitos países que acreditavam ter deixado o pior para trás agora estão enfrentando novos surtos. Alguns que foram menos afetados nas primeiras semanas agora experimentam um número crescente de casos e fatalidades. E alguns dos países que tiveram grandes surtos conseguiram controlá-los”, resumiu.

O Comitê de Emegências fez uma série de recomendações à OMS e aos estados membros, incluindo a mobilização global para que os países mantenham as políticas de combate ao coronavírus, com serviços de saúde, investimento às pesquisas e disponibilização de testes de diagnósticos, assim como futuros tratamentos e vacinas.

O órgão também recomendou que os países fortaleçam os seus sistemas de saúde público, com a identificação e rastreamento de casos de Covid-19, principalmente em locais com poucos recursos e vulneráveis.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora