Líbano declara estado de emergência por duas semanas em Beirute

"Estamos diante de uma verdadeira catástrofe e precisamos de tempo para avaliar a extensão dos danos".

Jornal GGN – O Conselho Supremo de Defesa do Líbano recomendou reconhecer Beirute como uma cidade atingida por um desastre, declarando estado de emergência por duas semanas na capital e entregando a responsabilidade de segurança a autoridades militares, informa a Reuters.

Uma declaração do conselho, lida ao vivo na televisão, disse que o presidente Michel Aoun decidiu liberar 100 bilhões de libras libanesas em alocações de emergência do orçamento para 2020.

Também recomendou antes de uma reunião do gabinete na quarta-feira que um comitê fosse encarregado de investigar a explosão e apresentasse suas descobertas em cinco dias para determinar a punição máxima para os responsáveis.

O ministro da Saúde do Líbano disse à Reuters que o número de mortos pela explosão na capital Beirute chegou a 78, acrescentando que quase 4.000 pessoas ficaram feridas.

“Há muitas pessoas desaparecidas até agora. As pessoas estão perguntando ao departamento de emergência sobre seus entes queridos e é difícil procurar à noite porque não há eletricidade”, disse o ministro Hamad Hasan à Reuters. “Estamos diante de uma verdadeira catástrofe e precisamos de tempo para avaliar a extensão dos danos”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora