Macron, Piñera e Merkel criticaram Bolsonaro em encontro do G7

Macron disse que Bolsonaro cancelou encontro com seu ministro de Relações Exteriores para ir cortar o cabelo: “Desculpa, mas isso não é atitude de um presidente”, disse

Jornal GGN  A imagem negativa do presidente brasileiro Jair Bolsonaro pelo mundo foi registrada por uma câmera que acompanhou os bastidores do encontro do G7, em uma rede de televisão da França. Nas imagens, o presidente francês Emmanuel Macron é flagrado dirigindo duras críticas junto a lideres internacionais contra o mandatário brasileiro, todos visivelmente insatisfeitos com a postura de Bolsonaro.

Em um dos momentos, Macron conversa com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, sobre a ofensa do presidente brasileiro contra a sua esposa, Brigitte Macron. Além de Macron que foi alvo direto das críticas, o chileno também recentemente se posicionou contra os ataques pessoais de Bolsonaro contra a ex-presidente do país e atual Alta Comissária das Nações Unidas, Michelle Bachelet.

“Foi incrível”, afirmou Piñera. “Claro, eu tinha que reagir, entende?”, respondeu Macron. “Sim, eu concordo”, reagiu o presidente do Chile. “Eu queria ser pacífico. Queria ser correto, construtivo com o cara (Bolsonaro) e respeitar sua soberania. Tudo bem. Mas eu não poderia aceitar isso”, continuou o presidente francês, diante dos demais lideres que estavam junto.

“Não!”, reagiu a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

O presidente da França fez outro comentário, mencionando que quando o ministro de Relações Exteriores do país foi fazer uma visita oficial ao Brasil, Jair Bolsonaro cancelou o encontro “para ir cortar seu cabelo”, e “filmou a si mesmo”, comentou Macron, indignado. “Desculpa, mas isso não é atitude de um presidente”, continuou.

A conversa entre os líderes do G7 criticando Bolsonaro foi registrada pela TV francesa CNews e divulgada neste final de semana. As imagens foram repercutidas pelo blog de Jamil Chade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora