Taxa de desemprego nos EUA cai para 5,1% em agosto

 
Jornal GGN – A taxa de desemprego nos Estados Unidos perdeu força e encerrou o mês de agosto em 5,1%, o patamar mais baixo para o indicador desde abril de 2008, segundo dados divulgados pelo Departamento do Trabalho do país. Os dados ficaram abaixo do registrado em julho, quando a variação foi de 5,3%.
 
Embora o indicador mensal tenha superado as expectativas dos analistas, a criação de 173 mil vagas ao longo do mês (a menor desde julho de 2013) foi considerada modesta, e inferior aos 223 mil inicialmente estimados pelos analistas. A redução da taxa de desempenho pode ser explicada pela revisão em alta da abertura de vagas ao longo dos últimos três meses.
 
A avaliação mais ampla do indicador, que inclui as pessoas que querem trabalhar mas que desistiram de procurar e aqueles que trabalham em vagas de meio período por não encontrarem colocação em tempo integral, caiu para 10,3%, o menor patamar desde junho de 2008, ante 10,4% em julho. A abertura de vagas foi vista em quase todos os setores econômicos, com exceção de indústria e energia, que sentem os efeitos da queda dos preços do petróleo do ano passado e o dólar valorizado.
 
A queda do desemprego e a recuperação do mercado de trabalho norte-americano devem ser fatores a serem considerados pela Comissão de Mercado Aberto do Federal Reserve (o Banco Central norte-americano) na reunião programada para os dias 16 e 17 de setembro, quando se decidirá ou não pelo início do ciclo de ajustes da taxa básica de juros do país, que encontra-se entre zero e 0,25% desde o final de 2008.
 
 
(Com Agências)
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome