A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno, por Arkx

Enquanto Cabral e Amigos dos Amigos de Lula são ultrajados como troféus da caça à corrupção alheia uma pergunta paira incomodamente no ar: onde está Cunha?
 
cunha_11.jpg
 
Por Arkx
 
 
já passamos por vários pontos de não retorno. eles tem sido ultrapassados apenas para provar o quanto fundo se pode descer num poço cavado por nós mesmos. Exemplo:
 
após sofrer condução coercitiva, Lula concede longa entrevista coletiva, na qual promete a “volta da Jararaca” para de novo percorrer as ruas do Brasil. como sempre, rapidamente voltou a ser o velho e pacato Lulinha Paz e Amor. afinal, como afirma categoricamente num dos grampos: “Eu não quero incendiar o país. Eu sou a única pessoa que poderia incendiar este país”. o Brasil acabou incendiado do mesmo jeito, com Lula chorando abraçado com Dilma.
 
enquanto Sérgio Cabral e Amigos dos Amigos de Lula são ultrajados, como troféus da caça à corrupção alheia promovida pela Lava Jato & Associados, uma pergunta paira incomodamente no ar: onde está Cunha?
 
mas não seria o caso de requisitar uma prova judicial de Cunha estar realmente na prisão? e por que não se faz isto? porque tudo não passa de uma grande farsa! e todos dela fazem parte, em maior ou menor grau.
 
ainda vai ser preciso bastante sofrimento até a aceitação do óbvio: não existe mais nenhuma possibilidade de reedição de algum Pacto à la Brasil. por muito tempo não haverá qualquer coisa do tipo Centro Democrático na política brasileira.
 
em 24-JAN-2018, próxima quarta-feira, teremos mais um  momento da repugnante repetição no Brasil da histórica maldição de farsas e tragédias entrelaçadas, girando em círculos num vazio sem redundar em nada, senão desgaste, frustração, impotência, depressão, derrotas, suicídios, torturas, mortes, genocídios.
 

Comentário do post A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno, por Luis Nassif

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

18 comentários

  1. Lembrou que Cunha existe?

    Por um segundo esqueceu a sua razão de escrever e viver, Lula, e resolveu escrever sobre onde está Cunha? O Cafezinho já faz esta pergunta a muito tempo!

    https://www.ocafezinho.com/2017/12/21/prisao-onde-esta-eduardo-cunha/

    Quanto ao Lula, ele é muito mais inteligente e político que você! Ele sabe o poder das forças que está enfrentado e não vai ficar o tempo todo em campanha dizendo que vai botar fogo no Brasil. O Brasil, com seu povo rebanho banana não está acostumado a isto e o donos do poder sabem muito bem como eliminar quem os ameaça. O negócio é chegar lá o que já será uma batalha infernal contra esta quadrilha que envolve EUA, mídia, judiciário e policia armada golpista. Chegando lá, o que acho que é a única esperança do povo brasileiro, não você ou qualquer outro banana falastrão, aí será descobrir como destruir este poder. E que não será fácil arregimentar pessoas sérias, honestas, nacionalistas e com poder para isto. Só Lula não dará conta do recado. Ainda mais se sua campanha for somente produzida pelo marqueteiro corajoso Sopa de letras do Psol, que só sugere ao Lula que não há mais espaço para Pactos a lá Molotov Ribbentrop e o negócio é botar para quebrar, o Lula claro, não nenhum outro muito menos o marqueteiro.

     

    • A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno

      continua perdido no tempo e no espaço, enquanto arkx desde 2015 aqui no Blog do Nassif se refere a Cunha e demais criaturas monstruosas…

      do vácuo se alimentam as criaturas monstruosas

      02/06/2015

      tem vácuo de poder sim! e nele habitam os Renan Calheiros, os Eduardo Cunha, os Gilmar Mendes. e na ausência de oxigênio se proliferam os Bolsonaro e os Telhada. isto no Legislativo e Judiciário. no Executivo os Joaquim Levy, os “cabeças-de-planilha”.

      vácuo este visivelmente resultado de um modelo de governabilidade que nos trouxe à crise atual, com o retrocesso avançando por toda parte. para o Brasil cruzar o Bojador, teremos todos que passar por esta dor…

      a única certeza

      20/06/2015

      o pré-sal é interesse estratégico de mega corporações sediadas nos EUA, hoje uma sociedades tão desigual quanto a brasileira. é este interesse que atua para desestabilizar politicamente o Brasil. há total convergência entre os oligarcas brasileiros com a plutocracia dos EUA. Brother Sam está nos impondo um golpe de baixa intensidade.

      como o Getulismo em 1954, o Lulismo, através de sua “conciliação permanente”, acabou cativo do fisiologismo. passando por Sarney, Collor e Maluf chegou-se a Eduardo Cunha e Renan Calheiros.

      em 1954 o golpe foi abortado com um único tiro, numa convocação para o povo ocupar às ruas. agora temos uma ”presidenta” que vai às pressas ao congresso de seu partido pedir apoio ao “ajuste fiscal”.

      estejamos certos: nossas vidas são como espirais. a cada vez que algo fica por resolver, o ciclo da espiral nos faz retornar ao mesmo lugar.

      .

      • A crise foi provocada pelo tipo de governabilidade?

        Se o Lula e a Dilma tivesem governado da forma correta, não haveria mais crise no Brasil?

        Quer dizer que o capitalismo estava maravilhoso, foi o Lula e a Dilma que o puseram a perder?

      • A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno

        excelente nível de argumentação, não porque o seja, evidentemente, mas deixa a nu como debatem os fanáticos da seita Lulista.

        mais uma oportunidade

        18/07/2015

        os holofotes se invertem e Eduardo Cunha se torna vidraça. poupada momentaneamente do foco, seria a hora de Dilma reagir. mas para isto teria que reconhecer seus erros, assim como o lulismo, e promover uma mudança de rota.

        1. afastamento imediato de Eduardo Cunha da presidência da Câmara;

        2. em sequência, pelo encaminhamento da Lava Jato, afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado;

        3. formação de uma frente do campo progressista por uma política econômica pró desenvolvimento

        e inclusão social (o que inclui enfrentamento com o setor financeiro e o fim do “ajuste fiscal”);

        existem condições objetivas para tal? existem precisam ser trabalhadas? precisam, e muito. só que tudo começa com a vontade e a decisão de assim agir.

        o governo tem esta vontade? será capaz de tomar esta decisão? caso contrário, o que se faz?

        .

        • Texto curioso, de 2015,

          Texto curioso, de 2015, quando, creio, o li pela primeira vez.

          Hoja, como ontem, vendo os três pontos sugeridos pelo Arkx, me pergunto, ou melhor pergunto a ele: como faria Dilma para afastar Cunha da Presidência da Câmara? Dissolveria o Congresso? Faria uma intervenção na Câmara dos Deputados? Prenderia  o Cunha em casa, amarrado (acorrentado como o Cabral hoje) ao pé da mesa? Em sequência pelo encaminhamento da Lava Jato, tiraria o Renan da Presidência do Senado de que modo, cara pálida? Pela frase da época me parece que você apoiava (ou ainda apoia, quem sabe) a Lava Jato, a maior operação de desmonte do país em todos os tempos. Seria isso mesmo Você Lucianagenrrou? Será que estou com delirium tremens? Por fim, formaria uma frente progressista com um programa desenvolvimentista…. a única frase com algum sentido na sua proposta. Mas você mesmo admite que seria absolutamente difícil, inclusive porque uma frente progressista, por mais frente e mais progressista que fosse, não juntaria sequer 1/3 do Congresso Nacional. Na verdade os partidos progressistas não passam de dois ou três, com o PT liderando e os demais, especialmente o PSol, bradando “Povo sem medo, sem medo de lutar”, para uma platéia de, vamos dizer, uma meia duzia de pessoas.

          Você é um pouco como o Rui Costa Pimenta, do PCO, bom na análise de conjuntura, mas com uma estratégia totalmente inexequível. Mas o Rui é um cara bonachão, muito bem informado, o perfeito burocrata partidário, conformado com o fato, concreto, de que a revolução socialista (ou comunista, se prefere), acontecerá, se acontecer, não antes de passados, digamos, cem anos. Mas ele, ao menos, reconhece que a população tem o direito a ter direitos hoje, nesta vida, e não esperar e “lutar” por algo muito longínquo, daí que reconhece no Lula uma liderança popular que você, simplesmente, despreza.

          Você e toda a galera da esquerda do PSTU e outros, inclusive o PSol. Esse último, um agrupamento de criaturas delirantes, que acredita que para governar o Brasil não precisa dos “partidos” da direita, basta colocar nos ministérios e outros cargos, “pessoas qualificadas”, independentemente de terem ou não partido, e de tais partidos serem ou não de “esquerda”. Um governo de intelectuais sabidos e técnicos eficientes, para levar o Brasil para seu futuro grandioso.

          Sei que você despreza as coisas que digo, me acha uma senhôra senil e tal, mas não posso controlar a compulsão que tenho de rebater suas excentricidades com um pouco de senso de realidade.

          Boa noite, até Porto Alegre.

           

          • A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno

            vários pontos interessantes em sua réplica. vou me ater aos dois que considero mais urgentes.

            -> Sei que você despreza as coisas que digo, me acha uma senhôra senil e tal,

            mas que idéia! por que vc acha que esta seria a imagem que tenho de vc? nada disto! pelo contrário, desde as primeiras leituras que fiz de seus comentários, logo lhe identifiquei como uma pessoa inteligente, culta e com valiosa experiência de vida.

            vc não imagina quanta informação existe em poucas linhas postadas na web, inclusive naquelas que escrevo.

            aqui no Nassif tem muitas pessoas extremamente inteligentes, a começar pelo próprio evidentemente. mas acho que continuamos desperdiçando nossa capacidade.

            repito e insisto:

            “O diálogo não é a conversa entre iguais, mas sim a conversa real e concreta entre diferenças que evoluem na busca do conhecimento e da ação que dele deriva. Diálogo é resistência.”

            -> até Porto Alegre.

            sem dúvida, será um grande momento da História do Brasil. como o foi 10-MAI-2017, na ocupação de Curitiba.

            para ser um grande salto qualitativo, tudo vai depender de se fazer a seguinte conexão histórica:

            em 1979, após a intervenção nos sindicatos do ABCD, Lula estava pronto a retornar ao seu emprego na Villares. tudo levava a supor o refluxo do movimento, com os operários voltando ao trabalho de cabeça baixa e mãos vazias. mas a greve prosseguiu, com os braços cruzados e as máquinas paradas. os metalúrgicos repetiam com orgulho: ”Somos todos Lula. Podem prender o Lula, agora todo mundo é Lula”. depois de dois dias sumido, Lula reapareceu num estádio lotado pelos peões do chão de fábrica, dando início a formação do PT e da CUT.

            são as massas que movem a História. mais uma vez, elas estão em movimento!

            grande abraço

            .

    • Coitado do arkx

      O Lula na frente dele e ele faz questão de não ver. Perseguem tão horrorosamente e criminalmente, como o pior do que dizemos nazista, a quem, arkx? Quem, se não fosse muito, mas muito, grande, merceria tal distinção do piores dos mais baixos bandidos?

      Ele.

      Abra os olhos.

    • A condução de Sérgio Cabral é um ponto de não-retorno

      -> Talvez voce nunca tenha  experimentado o quanto é bom ter um ídolo ! tente !!!!!

      ter ídolos na infância é tão razoável quanto ser iconoclasta na adolescência, mas a idolatria em adultos? na política conduziu historicamente a grandes catástrofes sociais.

      outra coisa: acompanho com imensa tristeza o que este tipo de idolatria está fazendo com a minha geração: senilidade precoce, vício generalizado, morte em péssimas condições físicas…

      .

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome