Alexandre de Moraes concede prisão domiciliar para deputado bolsonarista

Daniel Silveira foi preso em 16 de fevereiro por ataques a ministros do STF e defender atos inconstitucionais

Alexandre de Moraes, ministro do STF. | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Jornal GGN – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu prisão domiciliar para o deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ).

“A autoridade competente do Batalhão da Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro, onde o denunciado [Silveira] encontra-se preso, deverá ser imediatamente comunicada para o cumprimento integral da presente decisão”, traz a decisão assinada por Moraes, segundo informações do portal UOL.

A decisão de Moraes determina que o deputado federal seja monitorado eletronicamente. Além disso, Silveira está proibido de “receber visitas sem prévia autorização judicial” e não poderá fazer publicações em redes sociais, “inclusive por meio de sua assessoria de imprensa”. Ele também não poderá conceder entrevistas.

Contudo, Silveira poderá retomar suas atividades como deputado federal, mas de forma remota. Caso descumpra as ordens, ele poderá voltar para a cadeia.

Daniel Silveira está detido desde o dia 16 de fevereiro por gravar e divulgar em suas redes sociais um vídeo onde ataca os ministros do STF e defende que atos inconstitucionais sejam cometidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora