Alexandre de Moraes mantém prisão de deputado bolsonarista

Ministro do STF rejeita pedido da defesa de Daniel Silveira, detido desde 16 de fevereiro por vídeo com ataques e ofensas a integrantes da corte

Alexandre de Moraes, ministro do STF. | Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Jornal GGN – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou o pedido de soltura do deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ), apresentado pela defesa do parlamentar.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, Moraes afirmou que o pedido só irá para análise quando o plenário avaliar se aceita ou não a denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República contra o deputado), preso em flagrante no dia 16 de fevereiro por publicar um vídeo com ofensas e ataques a integrantes da corte.

A análise sobre o recebimento estava pautada para esta quinta-feira (11/03), mas o julgamento da matéria foi adiado por Alexandre de Moraes uma vez que os advogados de Silveira perderam o prazo para manifestar sua posição no processo – agora, a defesa terá mais 15 dias para se pronunciar, e o caso só será enviado a análise após essa apresentação.

Depois que anunciou o adiamento, o ministro Marco Aurélio sugeriu a revisão da detenção de Silveira, dando início a um bate-boca entre os ministros. Como sua demanda foi negada tanto por Moraes como pelo presidente, ministro Luiz Fux, Marco Aurélio chegou a chamar Moraes de “xerife” e Fux de “autoritário”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora