Ao vivo: O julgamento que pode anular sentenças de Sérgio Moro

O grupo Prerrogativas realiza um debate, ao vivo, com Cristiano Zanin Martins, Valeska T. Zanin Martins e Roberto Tardelli para explicar as acusações

Foto: Marcelo Cabral/ABr

Jornal GGN – O pedido de suspeição do ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro de Jair Bolsonaro, Sérgio Moro, aguarda um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF). O grupo Prerrogativas realiza um debate, ao vivo, com Cristiano Zanin Martins, Valeska T. Zanin Martins e Roberto Tardelli para explicar as acusações que recaem contra o ex-magistrado. Acompanhe, ao vivo:

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

9 comentários

  1. Podem esquecer. Se o STF considerar Moro suspeito, estará repudiando o golpe do qual participou e participa.
    Papo sério: o próprio STF é mais do que suspeito.

    • Antonio: vamos com calma. Primeiramente, Pindorama é um Pais ou faz parte da suserania dos gringos donos do Quintal onde moramos e vigiada por VerdeSauvas, a quem (como dissse um Secretário norteamericano) pagamos (BbolsaAprendizagem?) para vigiar o pedaço? Te gente apostando nessa hipótese. E o dia-a-dia não mostra diferente. Ora, se o TogaSuja era PauMandado a coisa pode (e deve) dar em porra nenhuma. Quem se lascou se lacou, num lugar moralmente morto. Por isto desconfio que a notícia trazida pelos apoiadores da DitaMole é apenas para vender espaço comercial.

  2. Excelente programa.
    Setembro de 16, janeiro de 18, abril de 17 e a maio de 17. O que são esses registros? Setembro de 16, Moro recebe a denúncia do Dallagnol sobre o triplex. Janeiro de 18, o TRF 4 condena Lula em segundo grau sem possibilidade de embargos infringentes pq os três votos foram iguais. Ou seja, em um ano e quatro meses Lula é condenado em segundo grau e perde seus direitos políticos.
    Abril de 17, é o primo de Aécio pegando a segunda parcela de 500 mil reais com tudo filmado.
    Maio de 17 é o Rocha Loures devolvendo com 465 mil reais a mala que foi filmada com 500 mil reais. Para Aécio e Temer mais de três anos com tudo filmado. Façam as suas conclusões sobre parcialidade e perseguição.

  3. Eu quero muito,muito mesmo me empolgar com o Zanin, mas não tem jeito. O cara é muito protocolar. Tem uma preocupação exagerada em falar só aquilo que está nos autos. Tem horror em fugir do script jurídico pra não se comprometer politicamente. Que erro!!!! Aliás, este foi um ou o grande erro dos que defendem o Lula nos tribunais. Sendo defesa do melhor presidente do Brasil, teria obrigação de fazer política porque todos fazem, a mídia, os tribunais, os militares, as corporações, mas o zanim não. O povo não entende quando falam em Laufare, em linguagem tecnica dos tribunais e deixa as coisas sem aquela clareza da simplicidade da palavras que atingem o sentimento do povo, O povo não se vê representado por quem na aparência parece ser só mais um burocrata da justiça. Por incrível que possa parecer, nisto o bozo é bom porque fala de maneira que o povo entende. Noventa e nove por cento é mentira, mas o povo não só entende como acredita. Não que tenha que mentir, mas deve haver algum modo em que a verdade que sabemos sobre as mentiras do moro, do trf4 e do stj e da grandeza das obras dos governos do Pt em prol do brasil seja valorizada pelo seu verdadeiro alvo que é próprio povo. É muita injustiça se a mentira prevalecer, e pelo jeito da carruagem vai sair vitoriosa.

  4. Será uma grande oportunidade para aqueles que não acreditam em golpe poderem tirar suas conclusões.
    Se tiraram o presidente Lula das eleições. Se o mantiveram preso por mais de 500 dias.
    Qual a razão que teriam,as mesmas pessoas, para mudar qualquer coisa?
    Além do mais, a troco do que o establishment iria permitir que se queimasse um dos seus candidatos?
    Valerá, como disse na inicial, para confirmar o golpe e para a turma dos 70% saber que, se faz parte dos 70%,faz parte do golpe.

  5. Brasileiros honestos aguardam o (STF) fazer justiça o ex-juiz-Moro descumpriu a CF/88, traindo a Nação tudo comprovado também pela INTERCEPT de Glenn Greenwald cadeia já ao ex-juiz-Moro.

  6. O STF escancara a toda a nação o seu poder que é o maior da república! O poder de não julgar ou julgar quando quer, não quando a nação anseia. Gilmar Mendes sentou-se mais de um ano sobre um processo enquanto a nação todos os dias o suplicava para julgar!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome