Após delatar Lula, Palocci deve passar o Natal em casa

Jornal GGN – É destaque na coluna da jornalista Mônica Bergamo, nesta terça (3), que Antonio Palocci deve passar o Natal em casa. O prêmio seria concedido por ele ter dito que Lula tem um “pacto de sangue” que envolvia R$ 300 mil em propina, com a Odebrecht.

“A defesa de Antonio Palocci acredita que o ex-ministro da Fazenda passará o Natal em casa. Ainda que, depois de fechado o acordo de delação premiada, ele tenha que passar mais um tempo preso, a esperança é que seja beneficiado com a permissão para comemorar a data em casa, com a família.”

No mês passado, a Folha mostrou que Sergio Moro concedeu a Léo Pinheiro, ex-sócio da OAS, o direito de permanecer preso na carceragem da Polícia Federal, mesmo após uma condenação em segunda instância. Moro disse expressamente que o benefício estava vinculado à ajuda que Pinheiro deu no caso triplex, que condenou Lula a mais de 9 anos de prisão.

Palocci, assim como Léo Pinheiro, falou na condição de réu colaborador. Os dois negociam um acordo de delação premiada com a Lava Jato e enfrentam resistência. Os depoimentos contra Lula foram feitos no contexto de tentar agradar os procuradores e fechar a negociação.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora