Barroso: não bato boca dentro nem fora do plenário

Do Uol

Não bato boca dentro nem fora de plenário, diz Barroso após discussão

Após votar por livrar condenados no mensalão do crime de quadrilha, incluindo o ex-ministro José Dirceu, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso disse nesta quarta-feira (26) que não bate boca “nem dentro nem fora do plenário”. Exaltado e demonstrando irritação, Joaquim Barbosa discordou dos argumentos de Barroso de que as penas impostas aos condenados por formação de quadrilha foram, proporcionalmente, muito mais severas e destoaram das penas fixadas para os demais crimes. “Voto sempre no argumento, e nunca na pessoa. O presidente [Joaquim Barbosa] defendeu o ponto de vista dele. Meu voto não foi político, foi técnico, fundado em uma desproporção.”

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

6 comentários

  1. A verdadeira justiça

    Enfim alguém capaz de assegurar um princípio básico da justiça. A aplicação da lei sem fazer diferença entre as pessoas julgadas, e com discrição. 

    Algo que o presidente Joaquim Barbosa e alguns outros ministros parecem incapazes de fazer.

  2. Embora tenha tido dúvidas em

    Embora tenha tido dúvidas em relação ao Barroso, ele agiu, ontem,  de maneira irreprenssível, talvez iniciando o processo de recolocar o stf nos trilhos.

    E gostei muito dele ter dado uma entrevista coletiva, ao invés de escolher uma emissora, qualquer que fosse. Aliás, no meu ponto de vista, qualquer servidor público, por decoro, deveria se abster de dar entrevistas exclusivas.

    Tomara que o stf esteja em processo de reabilitação, o que implica algumas recaídas. Mas isso não exclui a necessidade urgente de reforma do judiciário, de ponta a ponta, passando pelo MP e PGR.

  3. Barroso é calmo, correto,

    Barroso é calmo, correto, educado, demonstra profundo conhecimento da legislação e muito bom senso para aplicá-la sem motivação política partidária. Sob uma saraivada de ofensas, ele agiu como deveriam agir todos os Ministro do STF.  Sereno diante das câmeras, o Ministro procurou não amplificar o conflito artificial e egóico iniciado em plenário pelo Presidente da Corte. Até o presente momento Barroso demonstra ter sido uma grande aquisição para a cúpula do Judiciário brasileiro. E sua conduta dentro e fora do plenário deveria servir de exemplo para seus colegas que tem usado o STF para finalidades que não aquelas fixadas pela CF/88. 

  4. Meu palpite é que Joaquim

    Meu palpite é que Joaquim Barbosa anuncie hoje, após a votação de Teori, a sua demissão do STF. Ele não vai deixar de aproveitar o marketing para a sua futura candidatura política. Outro que vai vir com tudo é o comprovadamente corrupto Gilmar Mendes. Hoje vai ter peça do José Celso Martinez Correa no STF. Vai ser um misto de O Rei da Vela e Na Selva das Cidades. E muita, mas muita pornografia.

    • Palpite…

      Espero que o seu palpite se concretize. Vai cair no ostracismo que ele preconiza para os réus. O Ayres Brito conduziu praticamente todo julgamento da AP-470, aposentou, e ninguém sabe o que foi feito dele. Deve está em Propriá (SE), escrevendo as baboseiras que ele chama de poesia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome