Bolsonaro deveria ser responsabilizado por invasão a hospital no Rio, diz jurista

Para Marcelo Uchôa, Jair Bolsonaro é responsável pela invasão de grupo a um hospital no Rio de Janeiro, nesta sexta

Jornal GGN – Jair Bolsonaro é responsável pela invasão a um hospital no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (12), por ter incitado os atos nas redes sociais. A opinião é do jurista Marcelo Uchôa, que comentou o caso nas redes sociais.

Para Uchôa, que integra a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), o artigo 132 do Código Penal estabelece a prisão de três meses a um ano, para atos de exposição “à vida ou à saúde de outrem a perigo direto e iminente”.

“Bolsonaro tem culpa na invasão ao hospital R.Gazolla por haver instigado a prática em live. Pôs em risco a vida, a saúde e a segurança de pacientes, equipes médicas e invasores”, escreveu o advogado.

A invasão ocorreu nesta sexta (12), um dia após Bolsonaro estimular a população a “dar um jeito” de gravar os hospitais para confirmar se faltam leitos. No Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, o ato ocorreu por um grupo de cerca de 6 pessoas, que seriam parentes de um paciente que morreu por coronavirus. Invadindo o hospital, estas pessoas gritavam, romperam equipamentos e queriam invadir alas restritas a pacientes infectados por Covid-19.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora