Bolsonaro posta fake News no Twitter e Justiça manda apagar

A postagem é um trecho do filme “O Processo”, de Maria Augusta Ramos. Bolsonaro disse que o trecho postado foi vazado de um encontro do “Foro de São Paulo”, em Caracas, na Venezuela.

Jornal GGN – O Twitter tem 24 horas para apagar postagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de 13 de julho do ano passado. A decisão é do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em decisão da 4ª. Vara Empresarial do Rio, da juíza Maria Cristina de Brito Lima Rio, publicada no dia 14 de setembro.

No Twitter, o presidente postou: “Esse vídeo não vazou por acaso. Nele nunca se viu tantas pessoas do mal, inimigas da democracia e liberdade, juntas. É O JOGO DO PODER. A vitimização do PT é uma das últimas cartas do Foro de São Paulo em Caracas/Venezuela (24 a 28/julho)”.

Só que a postagem é um trecho do filme “O Processo”, de Maria Augusta Ramos. Bolsonaro disse que o trecho postado foi vazado de um encontro do “Foro de São Paulo”, em Caracas, na Venezuela. Mas o tal trecho é, na realidade, uma parte do documentário sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff e as imagens são de uma reunião da bancada do PT, em Brasília.

A juíza também determinou que Bolsonaro não use qualquer outra obra da autora sem autorização, sob pena de multa diária por utilização indevida de R$ 10 mil. Além disso, o presidente foi condenado a pagar as custas processuais e os honorários dos advogados.

Com informações do jornal O Tempo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora