Buscas do caso Miller-JBS ocorrem em presença de procuradora enviada por Janot

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Um dia após Joesley Batista se entregar às autoridades, a Polícia Federal deflagrou uma ação de busca e apreensão em sua residência, em São Paulo. Também foram revistadas as casas de Ricardo Saud e Francisco de Assis e Silva, a sede da J&F e a moradia de Marcelo Miller, no Rio de Janeiro.
 
O ex-procurador é suspeito de ter agido em benefício da JBS no acordo de delação fechado com a Procuradoria Geral da República. Apesar disso, o Supremo Tribunal Federal não autorizou sua prisão preventiva.
 
Segundo informações da Folha, o procurador-geral da República Rodrigo Janot enviou uma procuradora de confiança, Janice Ascari, para acompanhar as ações de busca. Ela também teria presenciado o momento em que Joesley se entregou à Polícia, no domingo (10).
 
O jornal diz que a busca na casa de Miller ocorreu entre 6h e 7h40 desta segunda (11), e os policiais retiraram do local alguns malotes com documentos. O foco das autoridades eram áudios que ainda não foram entregues aos investigadores.
 
Defensor de Joesley, o advogado Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay, afirmou que “as buscas eram esperadas” e que na manhã desta segunda Joesley e Saud serão transferidos para Brasília. “Afirmou ainda que se forem chamados a falar sobre q gravação que os levou a prisão irão se manifestar”, acrescentou a Folha.
 
Em nota, Marcelo Miller disse que “repudia veementemente o conteúdo fantasioso e ofensivo da mençõea a eu nome na gravações divulgadass na imprensa.
 
Ele diz que não atua na Lava Jato desde outubro de 2016, nunca atuou na Operação Greenfield ou qualquer outra que tivesse a JBS como alvo, e que também não tinha “contato algum” com Janot.
 
“Nunca obstruiu investigações de qualquer espécie, nem alegou ou sugeriu poder influenciar qualquer membro do MPF”, alegou.
 
Para Janot, contudo, “a atitude de Marcello Miller, tal como revelada no diálogo respectivo, configuraria, em tese, participação em organização criminosa, obstrução às investigações e exploração de prestígio.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. A chamada da a impressao

    A chamada da a impressao errrada pois pelo que eu saiba nao existem duvidas a respeito da honestidade de Ascari -eu nao tenho e nao conheco quem tem.  A presenca dela eh o de menos.

    Eh a entrega do material para Janot eh o ponto central de preocupacao, ou deveria ser.

  2.  
    Esse Janota não tá

     

    Esse Janota não tá cheirando bem. Amigos que tenho ai em Brasília me dizem ter visto muitos urubús sobrevoando e dando rasantes sobre o ninho desse agourento.

    Orlando

  3. Então ta……

    Janot pediu a prisão dos 3 na sexta………

    Fachin determina prisão de Joesley e Saud no domingo…….negou, pedido para deter o Marcelo Miller….

    Tiveram tempo para fazer “desaparecer” um elefante africano, uma girafa e uma baleia azul, sem problemas, imagina papelada ou gravações…………

    Segundo informações da Folha, o procurador-geral da República Rodrigo Janot enviou uma procuradora de confiança, Janice Ascari, para acompanhar as ações de busca.

    Puxa, que bom que a Janice “ta na parada”………assim se acharem algo que  um dos 3 “esqueceu” (sabe como é, a memoria falha de vez em quando…..) e que por uma razão ou outra, talvez, por uma incrivel coincidencia, “suje a barra” do prcurador rei, ai então, talvez, a Janice diga assim:

    Opaaaaa, pera laaaaaa, deixa eu ver se vem ao caaaaso……

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome