Lula precisa de pelo menos 1 voto no TRF4 para travar batalha pela candidatura

 
Jornal GGN – A jornalista Mônica Bergamo publicou nesta terça (2) que, no Superior Tribunal de Justiça, ventila-se nos bastidores que Lula terá ao menos um voto favorável a sua absolvição na segunda instância. No dia 24 de janeiro, o ex-presidente será julgamento pela turma dedicada aos processos da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), composto por 3 desembargadores.
 
Segundo a jornalista apurou, a opinião de membros do STJ leva em consideração o impacto que o julgamento no TRF4 terá sobre a candidatura de Lula.
 
“O palpite, entre magistrados [do STJ], é o de que o próprio TRF-4 evitaria acelerar o processo, evitando atropelar a candidatura do ex-presidente”, comentou.
 
“(…) um placar de 2 a 1 daria fôlego ao petista. Ele poderia apresentar mais de um recurso para protelar a condenação definitiva”, explicou.
 
Mas, se por acaso os 3 desembagadores do TRF4 decidirem acolher a sentença de Sergio Moro, o debate será outro. “Neste caso, de unanimidade, prevaleceria a discussão sobre a possibilidade de prisão de Lula, e não sobre a sua candidatura.”
 
“(…) Ministros acreditam que um veredicto negativo por 3 a 0 será fatal para o petista, dificultando inclusive a possibilidade de concessão de liminar pelo STJ que permita que ele leve adiante uma candidatura presidencial”, publicou.
 
O relator do caso de Lula na segunda instância é João Gebran Neto. 
 
 
 
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora