Carregador de mala de Geddel diz que trabalhou para campanha de Aécio

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Gustavo Pedreira Ferraz admitiu à Polícia Federal que trabalhou na campanha de Aécio Neves (PSDB) à presidência da República em 2014. Ferraz contou no mesmo depoimento que carregou malas de dinheiro para Geddel Vieria Lima. As declarações foram feitas no âmbito da investigação sobre o bunker de R$ 51 milhões.
 
Segundo a revista Exame, Ferraz teve digitais encontradas em notas de dinheiros que estavam armazenadas no bunker que a Procuradoria atribuiu a Geddel, na Bahia.
 
Após ser descoberto pela PF, ele decidiu reconhecer que fez entregas a Geddel em 2012. Em 2010, ele afirma que também arrecadou dinheiro para a campanha de Geddel ao governo do estado. 
 
Ferraz disse ainda que se sentiu traído ao descobrir do bunker com R$ 51 milhões em espécie, pois acreditava que os recursos que levava a Geddel seriam distribuídos entre os candidatos do partido.
 
Após pagar fiança, Ferraz – que já teve cargo no Conselho de Ética do PMDB – deixou a prisão.
 
Procurador, Aécio negou que o carregador de malas de Geddel tenha trabalhado em sua campanha a presidente.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora