Chorando, Carla Zambelli volta a ameaçar ministros do STF

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) desabafou e chorou em transmissão ao vivo pela internet

Foto: Reprodução Redes Sociais

Jornal GGN – A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) desabafou e chorou em transmissão ao vivo pela internet, depois de ser alvo do inquérito das Fake News e quebra de sigilo bancário determinado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A deputada é um dos 11 parlamentares bolsonaristas investigados no Supremo, por difundir e disseminar informações falsas e de ataque aos ministros do Supremo. No vídeo, ela voltou a ameaçar os ministros, afirmando que irá “derrubar cada um”.

“Uma das coisas do inquérito é isso, eu pegando o microfone na frente do STF e dizendo: ‘Ministros, se vocês acabarem com a Lava Jato, a gente vai entrar com impeachment de cada um de vocês e a gente vai derrubar cada um de vocês'”, disse.

“Sou eu, discursando em frente ao STF, dizendo algo que legitimamente a gente pode fazer, que é o impeachment dos ministros do STF, que querem acabar com a Lava Jato. A Lava Jato. Do [Sergio] Moro. Eles não vão nos calar”, continuou.

No início do mês, a deputada do PSL prestou depoimento à Polícia Federal (PF), em Brasília, para este inquérito, mas quis ficar em silêncio. A parlamentar foi listada para ser ouvida pelos investigadores. Sem prestar nenhuma informação, ela e os demais congressistas tiveram o sigilo bancário quebrado nesta terça (16), por determinação do ministro Alexandre de Moraes, que é o relator do Caso no Supremo.

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro, havia divulgado uma conversa de celular em que a deputada o tentava convencer a permanecer no governo Bolsonaro, oferencendo a ele, em nome do mandatário, uma vaga no Supremo.

Os parlamentares teriam relação com o governo e o chamado “gabinete do ódio”, apontado por Moraes como uma “real possibilidade” de se tratar de um grupo criminoso.

Zambelli disse, contudo, que ela é investigada porque o ministro “não vai” com a “cara” dela, porque ela estaria “falando demais”, querendo dizer que estaria divulgando informações perigosas contra os ministros.

“Você faz tudo certinho e por causa de um cara que não vai com a tua cara… E por que ele não vai com a tua cara? Por que você está chamando atenção demais, porque você fala demais”, introduziu, na live, chorando.

“Quem deveria ter quebra de sigilo bancário são uns 300 deputados. Pelo menos uns 300. Eu não estou chorando de tristeza, estou chorando de raiva. Por que entrei nessa vida política para desmascarar os corruptos, não ser confundida com eles”, continuou.

Ela ainda disse estar sendo “perseguida” por se posicionar contra os ministros do Supremo, e voltou a ameaçar: “Vocês podem se preparar. Enquanto você estiverem cometendo esses tipos de abuso, continuarão sofrendo processos de impeachment”.

“Tem um detalhe, Alexandre de Moraes. Quanto mais você achar que batendo você vai nos calar, mais eu vou ver motivos para contar quem são vocês. E não é na base da ameaça”, acrescentou, dirigindo-se a Alexandre de Moraes.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora