Congresso e governo Temer fraquejam diante da política de Trump contra imigrantes

Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN – Doutor em ciência política, Mathias Alencastro escreveu na Folha desta segunda (25) uma crítica às autoridades brasileiras que falam fino quando o assunto é a política de tolerância zero com imigrantes nos Estados Unidos.
 
Desde que a mídia revelou que há pelo menos 50 crianças presas e separadas de seus pais por ordens de Donald Trump, o País aguarda um posicionamento mais duro do Congresso e do governo Michel Temer. Mas nenhum dos dois lados se prestou ao serviço.
 
“O Itamaraty tem lutado, dentro das suas limitações, para garantir os direitos delas em solo americano. Reféns de um governo sádico e separadas dos pais, as crianças também foram abandonadas pelo Congresso brasileiro”, apontou Alencastro.
 
O colunista citou que “Marco Feliciano e outros deputados conhecidos por serem fervorosos defensores da família e da pátria sabotaram a aprovação de uma moção de censura contra a política migratória de Trump. Decisão incompreensível, tendo em conta que todas as lideranças globais já tinham manifestado o seu repúdio, do papa Francisco ao secretário-geral da ONU, António Guterres.”
 
Para Alencastro, “os nacionalistas de araque brasileiros fraquejaram na hora de atravessar a fronteira americana.” Leia mais aqui.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome