Cunha é penta nas acusações da Lava Jato, por Bernardo Mello Franco

Da Folha 

Cunha é penta

Bernardo Mello Franco

Eduardo Cunha é penta. Com o novo depoimento do lobista João Henriques, já são cinco os investigados da Lava Jato que o acusam de se beneficiar do esquema de corrupção na Petrobras.

Nenhum outro político foi citado por tantas testemunhas do escândalo. Mesmo assim, ele continua no cargo e ainda articula a abertura de um processo de impeachment contra a presidente da República.

O peemedebista já havia sido citado por quatro pessoas: o doleiro Alberto Youssef, o lobista Júlio Camargo, o ex-gerente da estatal Eduardo Musa e o lobista Fernando Baiano.

O primeiro a falar foi Youssef. Em maio, ele acusou Cunha de exigir propina na construção de navios-sonda, usados para perfurar poços de petróleo. Dois meses depois, Camargo confirmou o relato e contou que o repasse foi de US$ 5 milhões.

Com base nas delações, a Procuradoria-Geral da República reuniu novas provas e denunciou o peemedebista por corrupção e lavagem de dinheiro. Cunha negou tudo, declarou-se “rompido” com o governo e continuou a comandar a Câmara.

O cerco voltou a se fechar neste fim de setembro. Apontado como “sócio oculto” do deputado, Baiano confirmou o pagamento pelos navios-sonda. Musa contou que ele dava a “palavra final” em nomeações para a cúpula da Petrobras.

Nesta segunda, surgiu mais uma novidade. O lobista Henriques disse ter aberto uma conta na Suíça para pagar propina ao peemedebista. Ligou o repasse à compra de um campo de exploração na África.

Em outros tempos, isso seria mais que suficiente para que Cunha perdesse o cargo. No entanto, ele nem chegou a virar alvo de investigação por quebra de decoro parlamentar.

Graças à covardia do governo e à cumplicidade da oposição, que conta com ele para derrubar Dilma Rousseff, o deputado segue firme e forte na cadeira. Até o fim da semana, ainda pode emplacar um amigo do peito no Ministério da Saúde. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

6 comentários

  1. O Amuleto de Ogum

    Há muitos anos assisti um filme de Nelson Pereira dos Santos que falava sobre um personagem que tinha o corpo fechado, pelo Amuleto de Ogum. É exatamente o que me parece sobre alguns políticos no Brasil: ou porque são queridinhos da mídia cartelizada, ou porque se prestam a um determinado projeto de chicana política, ou porque possuem ligações com outras instituições, sei lá. Mas é impressionante o corpo fechado que desfruta esse time: notícias na imprensa estrangeira, denúncias, contas, aeronaves, aeroportos, laranjas, ameaças, apologias ao estupro, e…nada ! Todos eles devem possuir o Amuleto de Ogum. Com certeza !

  2. Como se chama isto?

    No Correio do Povo de hoje (29/09/2015) na página 3 tem duas reportagens que em qualquer país do Mundo seriam incompatíveis entre si.

    Vejam a manchete de cima indica que o presidente da Câmara foi denunciado mais uma vez por outra testemunha (este não é delator, não fez acordo de delação premiada). 

    A reportagem inclusive cita as atuais cifras de propina e uma anterior em que já há a investigação.

    Ao mesmo tempo, relata a reportagem inferior que veladamente o mesmo presidente da Câmara esta apresando o processo contra a Presidente da República, que nenhum delator ou testemunha indicou um fato criminoso de sua parte.

    Ou seja, há uma espécie de ruptura entre as duas reportagens, como fossem os Eduardos Cunhas dois personagens diferentes, o de cima que está cada vez mais enrolado com as denúncias que vão pipocando de um lado e do outro, e um segundo, um presidente de um poder da República que integro e honesto vai tentar levar a presidente da República a perda do mandato mesmo sem nenhum crime confirmado.

    Tem que se começar a questionar estes absurdos, pois parece que uma passagem da Bíblia foi reformada para:

    Quem sempre teve pecado que deve atirar pedras em não pecadores.

  3. Até quando ele fica la desmoralizando a Câmara?

    E toda vez que o cerco se fecha contra ele, ele lança mão da chantagem do impeachment. Quem tem que ser ‘impitimado’ é esse senhor.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome