Cunha é transferido por Moro para Complexo Médico-Penal

Jornal GGN – O juiz federal de primeira instância, Sérgio Moro, mandou transferir Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados e eleito pelo PMDB, da carceragem da Polícia Federal em Curitiba para o Complexo Médico-Penal que fica na região metropolitana da cidade.

A defesa não se manifestou sobre a decisão, mesmo já tendo pedido que o ex-deputado permanecesse na sede da PF, pelo menos até o depoimento que prestará a Moro, em fevereiro.

Do lado de Moro, a alegação é de que a transferência é necessária para evitar superlotação da carceragem da PF, que foi quem pediu a remoção de Cunha, já que seus aposentos são tidos como locais de passagem e não de cumprimento de pena ou recolhimento em prisão cautelar.

Cunha está na carceragem da Polícia Federal desde 19 de outubro, preso preventivamente pela Operação Lava Jato, da qual já se tornou réu na Justiça Federal de Moro.

Por outro lado, no mesmo despacho Moro mandou que Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, e João Cláudio Genu, ex-tesoureiro do PP, ficassem na sede da PF, para facilitar o deslocamento para audiências na Justiça e oitivas em inquéritos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

jcordeiro

- 2016-12-18 00:21:21

Administração de Césamo

Nassif: tá tudo nos conformes. Esse rodízio faz parte do script. Até porque, "Carangueijo" tem que passar instruções pessoais ao grupo.

Logo ele será transferido para o Rio, depois para Brasilia, BH e até para cadeias do nordeste. Você pensa que é fácil ser chefe de bando? E advogado hoje não é tanto de confiança.

O risco de atrito entre as facções de "MT" com as do "Ferrari" ou as do "Babel" pode entornar todo caldo. Não se pode esquecer que "Angorá", "Jucá", "Botafogo", "Boca Mole", "Primo" são gangs do grupo que precisam de constante monitoramento.

Isto sem falar no bando do Carcamano da Moóca  e a do "Mineirinho", que parece estão se desentendendo quanto a partilha de botim.

Pensa que é fácil o posto de Ali Babá? A vantagem é que tem escolta dos delegados do Intelectual Tardio e do Kojak para esse criminoso turismo.

Alguns até admitem que foi para deixar vaga para o Nove Dedos. Você sabe que o povo aumenta, mas não inventa.

João Maria Fernandes de Sousa

- 2016-12-17 22:55:17

Aos amiguinhos tudo,

aos "petralhas", as masmorras.

"Do lado de Moro, a alegação é de que a transferência é necessária para evitar superlotação da carceragem da PF, que foi quem pediu a remoção de Cunha, já que seus aposentos são tidos como locais de passagem e não de cumprimento de pena ou recolhimento em prisão cautelar."

José Dirceu está sendo mantido encarcerado aonde mesmo?

Sérgio Moro e sua tropa de assalto SS da Polícia Federal são acima de tudo cínicos e cínicas (a carinha de oficial nazista da delegada dando entrevista no Globo News sobre a nova "denúncia inquestionável" contra Lula não me deixa dúvidas).

LY

- 2016-12-17 18:48:54

O ardil...

Comportamento ardiloso dos paranóicos. Ele só pensa e vive a vida de Lula. Perseguição que está chegando à loucura. 

Elizabeth pretel

- 2016-12-17 18:44:25

Acho que o Cunha tá muito
Acho que o Cunha tá muito quieto. Até o MT tá acusando ele. Caramba o moro não quer esclarecer os fatos. Não se lê nada sobre depoimentos do Cunha, da mulher ou da filha. Moro tá tramando o que???

Frederico Firmo

- 2016-12-17 17:19:48

|Pago um doce para quem descobrir porque?

Leo Pinheiro sem dúvida vai penar até dizer que o triplex era para Lula. Aí então poderá fazer sua delação premiada. Esta é a famosa bala de prata de Moro. Afinal a prova máxima é a fotografia de Maria Letícia e filho com Leo Pinheiro e a fala daquela constrangida engenheira de que na opinião dela o apartamento era  destinado. ( O destino não se cumpriu, mas á intenção já e suficiente. ).

 

Moro vai enrolar o suficiente para que os recursos de Lula só sejam julgados após a inviabilização da candidatura. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador