Defesa de Dilma promete revelar provas contra delação de marqueteiros

Foto: Divulgação

Jornal GGN – O advogado de ex-presidenta Dilma Rousseff, Flávio Caetano, convocou uma coleta de imprensa, na quinta (1), em São Paulo, para explicar a estratégia de defesa no julgamento do processo aberto pelo PSDB que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vitoriosa nas eleições presidenciais de 2014. O Tribunal Superior Eleitoral retoma o julgamento do caso no próximo dia 6, e Caetano promete entregar provas de que delações usadas no processo são mentirosas.

“Flávio Caetano vai apresentar as provas de que o casal João Santana e Monica Moura prestaram falso testemunho à Justiça Eleitoral e mentiu ao apontar o uso de caixa dois na campanha de reeleição de Dilma Rousseff. A defesa quer a nulidade do acordo de delação premiada celebrado pela Justiça Federal, que beneficiou o casal e colocou João Santana e Monica Moura em liberdade, mesmo os dois tendo mentido em juízo”, diz a assessoria de Dilma, em nota.

A cassação pode render à Dilma a inelegibilidade, já que ela já perdeu o mandato no processo de impeachment. Temer pode ser destituído em meio à crise da delação da JBS, na qual o presidente aparece conversando com Joesley Batista sobre suposta propina a presos da Lava Jato e ações de obstrução de Justiça.
 

Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. eleita,
    inocente até q provem

    eleita,

    inocente até q provem o contrario.

     

    ed cunha tinha motivos e seguiu no impeachment.

    MT tinha ambiçõe s e montou o roteiro.

    jocá fomentou, geddel ajudou, dezena de “ministros, os notéveis das notas, seguiram caindo um a um, nada ainda investigado pq “não vem as caso”

    …demais apenas “ganharam seus merréis(sujos, mas estavam até “de boa’)”

     

     

    todos sabem quem tem a palavra: carminha e janota. STF e PGR.

    ambos tem em suas emsas ações questionando alegalidade do impeachment sem crime, ambos estão enrolando. o povo pergunta: qnto chega semanalment nas malas dos 2? MT e mineirinho era 500mil….]

     

    carminha er janota, vcs temo poder de entrar pra historia anulando o impeachment sem crime.

    do contrario afundarão no esgoto abraçado com MT da mala e um rodrigo pra chamar de seu….e mineirinho do perrela do PÒ.

     

    se liguem. o mundo lhes observa – oq vcs planejam apresentar?

  2. Mudanças

    Em uma entrevista na tv, para Bóris Casoy,  Zé Serra referiu-se à um “Estados Unidos do Brasil”.

    Ficou surpreso e espantado,  quando o entrevistador o corrigiu: -É República Federativa do Brasil, senador.

    Serra surpreso: “Ué…! Mudou??”  (tem no seu tube)

    Agora leio que o advogado de Dilma vai apresentar provas de que os acusadores da presidente mentiram.

    Não teria que ser o contrário? O acusador apresentar provas?  Ué! Mudou?? 

     

    • Mudou

      Os costumes mudaram. Aliás, desMOROnaram. Agora ou se prova a inocência ou se amarga enxovalhamento e prisão até delatar que o Papa Francisco é o ET de Varginha e recebia propina de Fidel Castro.

    • Não necessariamente. Em todo

      Não necessariamente. Em todo caso, se Dilma provar que os delatores mentiram, além de ser inocentada antes do tempo, seus delatores – teoricamente – voltam para a cadeia. Tem coisa melhor do que ser inocentado e ainda ver seus acusadores na cadeia?

      De qualquer forma, eu confio tanto em promessas de advogado quanto em promessas de políticos às vésperas de eleição.

    • Depende, ué.
      A primeira coisa

      Depende, ué.

      A primeira coisa é que a acusação tem de apresentar provas de que o ato foi cometido, e de que o acusado o cometeu.

      A segunda coisa é que, diante de tais provas (ou “provas”, como é frequentemente o caso) a defesa vai, se puder, apresentar provas de que o conjunto probatório da acusação é falso ou inconsistente.

      Em resumo, se você faz uma alegação – não importa se você é acusação ou defesa – você tem de prová-la. Senão fica fácil: qualquer um se exime de um crime alegando o que bem entender – legítima defesa, insanidade temporária, ausência do país – e vá a acusação provar que nada disso é verdade. Nada melhor do que o recibo de um hotel em Nairóbi com a data do crime de que você está sendo acusado para acabar com a acusação. Ou pelo menos, bem melhor do que “mas eu estava em Nairóbi, quero ver vocês provarem o contrário”.

  3. Gesto nobre

    Dilma tem todo o direito de defender a sua reputação, a sua biografia. No entanto, penso que ela deveria se “sacrificar” em favor do Brasil, pois a cassação da sua chapa seria o caminho mais curto para acabar com governo nefasto de Temer e, quem sabe, para a convocação de eleições diretas via TSE. Seria um gesto nobre de sua parte muito maior do que ter lutado na guerrilha.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome