Dilma repudia delação ‘implorada’ de Palocci

Jornal GGN – Dilma Rousseff, através de sua assessoria de imprensa, repudiou as declarações feitas por Antônio Palocci, que a troco de conseguir prisão domiciliar e parte do amealhado em suas transações, promoveu inverdades.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4, já havia sentenciado, em junho deste ano, que não cabia o exame detido do conteúdo das declarações prestadas por Palocci. “Tampouco o momento da homologação é adequado para aferir a idoneidade dos depoimentos dos colaboradores”, diss ele.

Desde abril, a imprensa vem noticiando as declarações de Palocci, em sua busca pela liberdade, agora obtida com prisão domiciliar. Nova onda de mentiras foi divulgada às vésperas das eleições. E nenhuma prova foi apresentada.

Dilma, na nota, diz que é importante que os termos da ‘delação implorada’ de Palocci venham a público, ‘para que suspeitas possam ser rebatidas com a força da verdade’.

E se coloca ao lado da justiça para que a verdade prevaleça. ‘A ânsia do senhor Palocci de sair da prisão não legitima suas mentiras e artimanhas’, diz a ex-presidente.

Leia mais sobre delação de Palocci: Palocci deixa prisão após acusar Lula e outros petistas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora