Duas pessoas são presas por ameaças a autoridades em Brasília

As mensagens diziam que será permitido matar em legítima defesa, pois será decretado estado de sítio sob o comando do ministro Braga Netto, o general da Casa Civil.

Jornal GGN – A Polícia Civil, junto ao Núcleo Especial de Combate a Crimes Cibernéticos (Ncyber) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), prendeu duas pessoas no Distrito Federal no caso que investiga o envio de e-mails com ameaças contra autoridades do Judiciário, Legislativo e Executivo.

Cumprindo o mandado de busca e apreensão para apuração das ameaças, os agentes prenderam duas pessoas suspeitas do crime em um condomínio de luxo no Distrito Federal.

O Ncyber foi notificado sobre as ameaças recebidas por membros do MPDFT e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios através de correspondências eletrônicas. O remetente faz ameaças e incita a prática de crimes contra agentes públicos, além de citar autoridades federais e ministros dos Tribunais Superiores.

As mensagens diziam que será permitido matar em legítima defesa, pois será decretado estado de sítio sob o comando do ministro Braga Netto, o general da Casa Civil.

Ao Correio Braziliense, a Casa Civil afirmou que o general repudia o conteúdo dos e-mails bem como o uso indevido do seu nome. Diz ainda que solicitará investigação para apurar a autoria e responsabilidade dos envolvidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora