Eduardo Azeredo é julgado em 2ª instância por causa do mensalão do PSDB mineiro

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A 5.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais julga se a sentença que condenou Eduardo Azeredo (PSDB) a 20 anos de prisão no mensalão tucano será confirmada ou derrubada, nesta terça (22).
 
Azeredo foi acusado por ter participado de esquema que usou empresas de Marcos Valério para desviar recursos públicos para financiar campanhas eleitorais do PSDB.
 
O ex-governador foi condenado em novembro de 2015 na primeira instância, por lavagem de dinheiro. Os crimes teriam envolvido recursos de estatais mineiras, como a Copasa (Companhia de Saneamento do Estado), de onde teriam saído R$ 3,5 milhões para sua campanha pela reeleição em 1998.
 
Enquanto aguarda o julgamento, Azeredo se afastou do PSDB, mas atua hoje como consultor da Federação da Indústria do Estado de Minas Gerais (Fiemg), apontou o Estadão.
 
Ele foi eleito senador em 2002 e deputado federal em 2010. “Em 19 de fevereiro de 2014, já réu no mensalão mineiro, ele renunciou ao cargo na Câmara, o que fez com que o processo fosse enviado para a primeira instância, em Minas. No dia 7 do mesmo mês, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia pedido a condenação de Azeredo a 22 anos de prisão. À época, por ser parlamentar, o processo corria no Supremo Tribunal Federal (STF)”, lembrou o jornal.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

6 comentários

  1. Que sinuca para os doutos

    Que sinuca para os doutos desembargas mineiros, não? Será que também são de lencinho-combinando? Mas, se fosse afeito a jogos, poderia apostar uns 4 contra 1 na total nulidade do processo… Será?

  2. eduardo….

    Se fosse petista teria respondido ao Processo estando preso. O Brasil é surreal !! Enquanto isto Aécio Neves está em liiberdade e Michel Temer comandando a Cleptocracia Brasileira. E as mesmas Empreiteiras fazendo todas as Obras das Privatarias Paulistas,donas da nossa liberdade, estradas, ruas, transporte público, trens, metrô, balsas, aeroportos.Por muitoi pouco, inclusive do nosso ar. Mas sendo Privatarias Tucanas, assim como Azeredo, parece que tudo foi apenas um equivoco.  

  3. Nenhum veículo de comunicação

    Nenhum veículo de comunicação cobre o julgamento no momento.

    Houve menção no JN e na Folha, há uma hora.

    Ninguém cobre ao vivo.

    Nem os “sujos”.

    Já dá pra prever o resultado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome