Eduardo Bolsonaro e Wajngarten agiram para montar rádio, diz empresário

Deputado federal e ex-secretário da Secom articularam com empresários para montar emissora de viés conservador

Reprodução Redes Sociais

Jornal GGN – O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Fábio Wajngarten, ex-secretário da Secom, integraram articulação com empresários para a criação de uma rádio FM de viés conservador, para ser usada como “arma para a guerra política”.

A afirmação foi feita pelo empresário Otávio Fakhoury, um dos alvos da Operação Lume, da PF (Polícia Federal), que apura atos antidemocráticos. Reportagem do portal UOL afirma que, até 09 de julho de 2020 (data em que as conversas foram resumidas pelos investigadores), Eduardo Bolsonaro havia oferecido ajuda a Fakhoury e entrado em contato com o pastor RR Soares, fundador da IIGD (Igreja Internacional da Graça de Deus), com quem obteve uma estimativa de preços para tirar a ideia do papel.

No caso de Wajngarten, o encontro entre o empresário e o ex-secretário da Secom buscou viabilizar o projeto, e Fahkoury pedia a indicação de uma emissora de rádio para “compra imediata” e que irá ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para levantar recursos.

Tais informações ficaram disponíveis uma vez que o ministro Alexandre de Moraes, que responde pelo caso no Supremo Tribunal Federal (STF), retirou o sigilo do inquérito na última semana, depois que a PGR (Procuradoria-geral da República) pediu o arquivamento das investigações – Fahkoury chegou a pedir que o sigilo fosse restabelecido, mas Moraes negou a petição.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome