Em delação, Duda Mendonça detalha caixa 2 na campanha de Skaf

Foto: Ayrton Vignol/Skaf Oficial
 
 
Jornal GGN – O marqueteiro Duda Mendonça fechou um acordo de delação premiada com a Polícia Federal que já aguarda a homologação pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.
 
Segundo informações da Folha, a delação foi feita com a PF porque os procuradores da Lava Jato não se interessaram pelos dados de Mendonça.
 
O marqueteiro procurou a força-tarefa, no ano passado, para admitir que recebeu da Odebrecht cerca de R$ 6 milhões, em contas no exterior, por conta da campanha de Paulo Skaf (PMDB) ao governo de São Paulo.
 
No total, a campanha de Skaf consumiu da empreiteira cerca de R$ 10 milhões. Delatores da odebrecht disseram à Lava Jato que Duda Mendonça queria receber o pagamento na forma de um apartamento ou cavalos, mas que a empresa adotava o expediente de pagar em dinheiro vivo, seja no Brasil ou no exterior.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora