Em desdobramento da Lava Jato, PF prende ex-subsecretário de Cabral

operacao_tolypeutes.jpg
 
Jornal GGN – Na manhã de hoje (14), a Polícia Federal prendeu Heitor Lopes de Sousa Júnior, diretor da Companhia de Transportes sobre Trilhos do Estado do Rio de Janeiro (RIOTRILHOS), e Luiz Carlos Velloso, subsecretário de Transportes do Estado no governo de Sérgio Cabral, no âmbito da Operação Tolypeutes, um desdobramento da Lava Jato. Velloso é o atual subsecretário de Turismo do estado.
 
A operação investiga desvios na construção da Linha 4 do metrô carioca, e foi batizada em referência ao equipamento que escava os túneis do metrô, o “tatuzão”.

 
Os suspeitos procuravam empreiteiras interessadas em obras de infraestrutura no Rio de Janeiro e cobravam vantagens para garantir a contratação dos serviços, de acordo com a Polícia Federal. A propina era paga através de aditivos nos contratos, que alteravam específicações técnicas das obras e aumentavam o valor dos projetos. 
 
O diretor da RIOTRILHOS e o ex-subsecretário de Cabral serão indiciados por suspeita de lavagem de dinheiro e corrupção. Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e outros três de condução coercitiva, no Rio de Janeiro  e no município de Sapucaia, a pedido do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal.
 
Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora