Emílio Odebrecht diz a Sérgio Moro que caixa dois sempre existiu

“Caixa 2 sempre foi o modelo reinante no País e que veio até recentemente. Mas sempre existiu, desde a minha época, da época do meu pai”, afirmou ao juiz do Paraná
 
 
Jornal GGN – Em depoimento ao juiz da Operação Lava Jato na Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, o empresário Emílio Odebrecht e dono do grupo afirmou que a prática de caixa dois existe desde a sua época, do seu pai e também de seu filho, Marcelo. 
 
Afirmou que, desde o impeachment de Dilma Rousseff, e os anos de 2014 e 2015 – período em que foi deflagrada a Operação Lava Jato – mostrou que o modelo existia. Mas que ele sempre foi “reinante no País”, “sempre” existindo.
 
No depoimento, afirmou que sabia que existia “o uso de recursos não contabilizados” pela Odebrecht, mas negou que a prática era corrupção relacionada à Petrobras. Também afirmou que não foi o filho, réu do processo em questão, o responsável pelos repasses de caixa dois.
 
Ao ser questionado se “a sistemática de pagamentos de recursos não contabilizados” foi criada por Marcelo, Emílio disse que “não, em hipótese nenhuma”.
 
Ainda, no depoimento a Moro, Emílio afirmou que não sabia que o suposto apelido “Italiano” nas planilhas apreendidas pela Polícia Federal se referia ao ex-ministro dos governos Dilma e Lula, Antonio Palocci.
 
“Emílio Odebrecht foi muito claro em dizer que jamais ouviu dizer que o Italiano fosse o Palocci e que só conversou com Palocci sobre assuntos institucionais na medida em que o ministro da Fazenda e o ministro-chefe da Casa Civil, que são as funções que o Palocci exerceu, tem de fato que discutir com setores empresariais”, disse o advogado de Palocci, José Roberto Batochio.
 
O advogado ainda afirmou que o executivo disse “que tinham várias pessoas que eram chamados de Italiano”, inclusive ele prórpio, por ter ascendência italiana.
 
Assista aos depoimentos de Emílio Odebrecht a Sérgio Moro:
 
https://www.youtube.com/watch?v=RSaAwjSvvRg height:394]
 
[video:https://www.youtube.com/watch?v=WTNztfxkV8U height:394
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora