Esquema de R$ 160 milhões envolvendo JBS e Receita é investigado em SP

Foto: Sindicato dos Delegados da PF
 
 
Jornal GGN – A Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta segunda (11) a operação Baixo Augusto, que investigada um suposto esquema de pagamento de propina para acelerar a liberação de créditos tributários.
 
A investigação teve início após o Supremo Tribunal Federal enviar parte da delação premiada da JBS para a primeira instância.
 
As autoridades suspeitam que o esquema teve início em 2004 e, até este ano, teria movimentado R$ 160 milhões em propinas a auditores que atuavam para liberar recursos que a JBS teria a receber do Fisco a título de crédito tributário.
 
Desdobramento da Lava Jato, a ação envolveu o cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão em cidades do interior, expedidos pela 10ª Vara Criminal de São Paulo. Segundo informações do Estadão, um auditor da Receita foi afastado judicialmente e 8 pessoas físicas e jurídicas tiveram bens bloqueados.
 
Até o fechamento desta edição, o nomes dos atingidos não havia sido revelado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora