Fachin News ganha corpo com ministro revelando que PF não foi acionada

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Embora tenha dito em entrevista à GloboNews que estava “preocupado” com ameaças que sua família vem sofrendo em função da Lava Jato, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, não havia comunicado à Polícia Federal sobre esses supostos eventos e tampouco aceitou a ajuda imediatamente colocada à disposição pelo ministro da Segurança, Raul Jungmann, na terça (27).
 
A fala de Jungmann, registrada pelo portal Gazeta Web, deixa claro que Fachin não vê necessidade de colocar a inteligência da Polícia Federal em cima das supostas ameaças.
 
“O ministro Fachin acaba de conversar com o diretor-geral da Polícia Federal, [Rogério] Galloro, e disse que por ora não via necessidade de contar com o suporte, a segurança da Polícia Federal, e que tinha entrado em contato com a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, e que ela iria tomar as providências cabíveis”, afirmou Jungmann na terça.
 
O ministro da Segunda ainda completou que a PF tem “devidamente preparadas uma equipe para análise de risco e uma equipe para abrir inquérito. E, evidentemente, isso permanecerá à disposição do Supremo Tribunal Federal e do ministro Edson Fachin.”
 
Nesta quarta (29), o jornalista Luis Nassif questinou neste artigo o fato de Fachin ter feito alarde na imprensa sem ter buscado medidas efetivas para combater as ameaças.
 
“Depois de derrotado na última votação do Supremo, Fachin se apresenta como o herói sem mácula e sem medo. Divulga as ameaças e garganteia: não tem medo de ameaças contra ele, mas apenas contra sua família.”
 
“É possível, sim, que tenha recebido ameaças isoladas. A jogada consistiu em dar divulgação e superdimensiona-las e montar o alarido. Em qualquer das hipóteses, Fachin está atuando como agente provocador.”
 
Fachin teria comunicado apenas a presidência do Supremo, que por sua vez “reforçou” um pedido para aumentar o efetivo de agentes que fazem a escolta do ministro e sua família.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora