Fachin pede adiamento do julgamento da suspeição de Moro

O presidente da Suprema Corte, Luiz Fux, deve resolver a questão de ordem

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na tarde desta terça-feira, 9 de março, pedir o adiamento do julgamento da Corte da suspeição do ex-juiz Sergio Moro na condenação do ex-presidente Lula. O presidente Luiz Fux deve resolver a questão de ordem.

Nesta manhã, o ministro Gilmar Mendes decidiu colocar na pauta da 2ª Turma da Corte o habeas corpus em que a defesa do ex-presidente questiona a parcialidade do ex-juiz na sentença no caso do triplex do Guarujá.

A decisão da Corte, no entanto, pode contaminar outras ações envolvendo o político na Operação Lava Jato.

Considerando que a Presidência da Segunda Turma vem de incluir em pauta o HC 164.493, apesar de estar ele concluso neste gabinete e apesar de ter sido julgado prejudicado, indico o adiamento do feito”, escreveu Fachin no despacho. “Ante o exposto, indico o adiamento e determino a remessa dos autos à Presidência para que resolva questão de ordem”, afirmou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora