Frei Chico recebia pagamentos em função de um contrato de consultoria, diz delator

Jornal GGN – O Frei Chico, irmão do ex-presidente Lula, tinha contrato com empresa do Grupo Odebrecht para prestação de serviço de consultoria e, por isso, recebeu pagamentos ao longo dos anos 1990. É o que conta o delator Alexandrino Alencar no mesmo depoimento que percorre o noticiário, mas com destaque apenas para o trecho em que o colaborador diz que dava uma “mesada mensal” com sindicalista.

No depoimento, Alencar explica que antes mesmo de Lula ser eleito presidente pela primeira vez, uma empresa do grupo Odebrecht contratou os serviços de Frei Chico para reduzir problemas com sindicatos em alguns estados. 

“Nós estavamos tendo algumas dificuldades na área sindical dos trabalhadores. E numa dessas conversas com Lula, nós avaliamos que achamos oportunod termos algumas pessoas nos ajudando na introdução com os sindicatos. E uma das pessoas que nós detectamos, até para melhorar ou aumentar o relacionamento com Lula, seria trazer o Frei Chico para esse tipo de trabalho.”

Segundo Alencar, Frei Chico foi convidado a “assessorar as relações sindicais com Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Bahia, onde tinhamos nossas unidades produtivas. Disto foi feito um contrato com o frei chico, através de uma empresa de mão de obra temporária, e durante sete anos, por aí, ele prestava serviços, viajava, prestava contas.”

O delator informou ao procurador que enquanto o contrato perdurou, Frei Chico “prestou efetivamente o serviço”. “Sem duvida. E ele era, queira ou não queria, irmão de Lula. Ele tinha esse cartão de visita que era importante.”

Quando Lula foi eleito, em 2002, contudo, Alencar entendeu que seria bom encerrar o contrato porque Frei Chico, por ser irmão do presidente, não poderia mais prestar esse tipo de serviço.

Foi quando, segundo o delator, a Odebrecht assumiu o pagamento mensal de uma “ajuda de custo” ao sindicalista. “Passei a dar para ele um tipo de mesada. Um pagamento gracioso”, disse Alencar, repetindo as palavras do procurador.
 
Alencar disse que os pagamentos aconteceram ao longo dos último 13 anos opção da empresa, “mas Lula sempre soube que ele [Frei Chico] tinha uma ajuda”. Os repasses eram feitos a cada três meses, sendo que, no início, o irmão de Lula teria recebido R$ 3 mil por mês. Depois, o valor foi reajustado para R$ 5 mil. Alencar afirma que marcava almoços para entregar as quantias. 
 
https://www.youtube.com/watch?v=akf8zYzQco0
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

16 comentários

  1. frei….

    Até tu, Frei Chico? Anticapitalistas até os ossos, se não me engano. Nada como um dia após o outro. Como eu esperei pela esquerda no poder. A fachada de Convento disfarçava o Bordel.

    • A fachada de  convento que

      A fachada de  convento que ate hoje disfarca o puteiro eh a de Fernando Henrique Cardoso:  da pra ir gigolar a reputacao de Lula nos putos quintos dos infernos de onde sua mae veio um pouco mais rapido?

  2. Que bom.
    A empresa depois de

    Que bom.

    A empresa depois de despedir o funcionário, apiedada, dá uma mesada de 5 mil reais por mes.

    O sonho de todo o brasileiro, hoje, é estar na lista da Oderbrecht, e não o contrário……..

  3. O ruim desse tipo de coisa é

    O ruim desse tipo de coisa é que faltam detalhes que poderiam revelar a verdade. 

    Entende-se que o pagamento seria feito em dinheiro vivo, pois, do contrário, não seria necessário uma delação. A quebra de sigilo seria suficiente. Sendo em dinheiro vivo, bastaria o MP perguntar de onde vinham as cédulas. Ninguém guarda cédulas debaixo do colchão. Antes de pagar alguém valores altos em dinheiro vivo a pessoa precisa antes sacar esse dinheiro em algum banco, a menos que seja um executivo de uma loja que recebe pagamentos de clientes em dinheiro, o que não parece ser o caso. Então, bastaria o delator apresentar os comprovantes de saque e pronto. Já seria metade do caminho para se encontrar a verdade.

  4. Ou “TINHA CONTRATO” ou “NAO

    Ou “TINHA CONTRATO” ou “NAO TINHA CONTRATO”, delegadinhos de merda.  Ou era CONTRATO DE CONSULTORIA ou NAO ERA CONTRADO, filhos de uma grandississima puta.

     

     

    Idiro”:  irrelevante.  Quanto ao seu “entende se”…  nao, voce nao entendeu.  E tem mais:

    Ou o contrato tem documentacao ou nao tem.  So que de um irmao de Lula nao ha outra resposta:  TEM DOCUMENTACAO COPIOSA SIM.  TODA ELA LEGAL.

  5. Incrível como nossas ações

    Incrível como nossas ações cotidianas podem ter uma interpretação completamente diferente, mas que interessa ao julgador para condenar alguém! Tive uma diarista por mais de 20 anos (1 vez por semana). Quando ela completou 70 anos e se aposentou, achei por bem lhe pagar mensalmente uma pequena quantia como agradecimento ao seu trabalho, pois não assinava sua carteira de trabalho. Estou fora da Lei ????  O fato de uma empresa do porte da Odebrecht “dar mesada” a quem prestou serviços durante anos e que ajudou a empresa a ter mais lucros, em um contexto de “caça às bruxas” é considerado ilegal. Onde vamos parar com essas arbitrariedades do judiciário?

      • Voces duas virginia e alonso

        Voces duas virginia e alonso querem ir gigolar reputacao de Lula nas casas das suas putas maes de uma vez?

        ESTUPIDOS IDIOTAS CANALHAS, VOCES SABEM O QUE SIGNIFICA A PALAVRA “CONTRATO” DA CHAMADA E PORQUE ELA INOCENTA O OBJETO?

        OU VOCES NAO SABEM NEM QUEM EH O SUJEITO AINDA?

    • Trivial

      Tenho pequena empresa consultora e já dei emprego, estágio e etc. a parentes de diretores de mineradoras ás quais poderia algum dia prestar algum serviço. O fiz por amizade e, indiretamente, para ficar bem na foto. Nunca ganhei nada por isso e nunca foi cobrado para fazer por obrigação. Outras empresas que conheço fazem o mesmo, como uma especie de marketing indireto, como ação entre amigos e colegas.

      A Odebrecht achou uma boa chance de puxar saco, fazer agrado, só isso. 

  6. Chacrinha dizia que “na

    Chacrinha dizia que “na televisão nada se cria, tudo se copia”. Em qualquer tempo a gente vê o jornal da Band, e nem precisa ver outro, porque todos dão as mesmas notícias. 

    Após a divulgação da lista de Janot, as televisões passam preciosos minutos com a cara dos delatores, citando os nomes dos delatados. Aí, logo em seguida, explicam como serão os próximos passos. Primeiramente, segundo os repórteres, haverá quebra de sigilos telefônicos e fiscal, com o MP, PF e Receita Federal contribuindo para cruzar os dados das delações, a fim de obtenção de provas, etc.

    Talvez por essas e outras Lula esteja se dizendo tranquilo, afinal, o que será feito, – se for – em relação a outros políticos, Moro já fez e refez por diversas vezes com ele, Lula. Este até diz que já reviraram a vida dele de cabeça pra baixo “n” vezes e não encontraram nenhuma prova que pudese desaboná-lo.

    A aparição, agora, dessa mesada ao irmão de Lula tá meio estranha. O tempo dirá se tem consistência, ou não.

  7. Elementar

    Frei Chico está vivo? O que ele tem a dizer? Confirma? Se sim, qual a sua versão? E se é verdade e Lula pediu, depois de 31.12.2010, qual o crime?

  8. Bobagem

    Eu tivesse dinheiro bancava a família toda do Lula por tudo o que ele fez. Dava um sitio de verdade e um apartamento melhor que o do Geddel na Bahia.

    Ocorre que o FHC, durante muitos anos, teve ajuda da rede Globo, através de empresa do exterior, para bancar à suposta mãe de filho que acabou não sendo dele. Na Espanha, e foram vários anos.

    • Erga também uma catedral

      Erga também uma catedral (pode ser uma réplica em 1:1 da Catedral da Sagrada Família, de Gaudi) a São Lula de Garanhus para os romeiros petistas serem unjidos e pedirem milagres.

       

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome