Inconformado com advertência do CNMP, Deltan deve ir ao Supremo

Segundo a defesa do procurador, o prazo que lhe valeu a reprimenda expirou em outubro

Jornal GGN – A advertência recebida do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) deixou Deltan Dallagnol pouco conformado. A reprimenda foi por ter dito, em suas redes sociais, que alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aparentavam ‘leniência com a corrupção’. As informações são do Painel, na Folha.

A defesa de Deltan prepara um mandado de segurança no STF contra a advertência. A nota especial do mandado tem relação com os critérios de tempo em que tais processos administrativos disciplinares prescrevem no CNMP.

Segundo a defesa do procurador, o prazo que lhe valeu a reprimenda expirou em outubro e, com base na tese, vai defender que o processo não poderia ter sido julgado pelo colegiado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Ainda tá cantando de galo carnizé quando deveria estar preso pelos crimes praticados contra o interesse nacional e a democracia

    Tá confiando que as Instituições viraram puxadinhos do Partido 38

  2. Concordo inteiramente com o procurador, essa advertência tem que ser anulada. Sei lá se tem algo a ver com prazos, isso não sei, o que sei é que crime não deve ser punido com advertência, a pena é outra.

  3. Escreveu em suas redes sociais, “que alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aparentavam ‘leniência com a corrupção’.”
    E agora, será que o procurador Power Point espera que o STF seja leniente com a sua advertência?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome