Irmão de Dirceu é preso após condenação na Lava Jato

Mandato de prisão cumprido nesta manhã se baseia na condenação em segunda instância no  Tribunal Regional Federal da 4ª Região 
 
Jornal GGN – O irmão do ex-ministro José Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, foi preso na manhã desta sexta-feira (09), em Ribeirão Preto (SP). O motivo foi por condenação em segunda instância na Operação Lava Jato.
 
Eduardo foi condenado em maio de 2016 a oito anos e nove meses de prisão em regime fechado por suposta lavagem de dinheiro e organização criminosa. Em setembro de 2017, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou a condenação ampliando a sentença para 10 anos e meio. 
 
O mandato de prisão foi cumprido por volta das 6h, na casa de Luiz Eduardo, no bairro Ribeirão. A decisão do TRF-4 inclui a prisão de Júlio César dos Santos, ex-sócio da JD Consultoria, condenado a dez anos e oito meses, pelos mesmos crimes supostamente cometidos. 
 
Seu advogado, Paula Moreira Indalecio, pedirá para a Justiça não transferi-lo para Curitiba (PR) e que permaneça em Ribeirão, onde a família mora.
 
Luiz Eduardo foi sentenciado no mesmo processo que condenou o irmão, José Dirceu, a 23 anos e três meses. No inquérito, a Lava Jato alega que houve atos ilícitos praticados na diretoria de Serviços da Petrobras entre 2004 e 2011 envolvendo valores estimados, segundo o Ministério Público Federal, em R$ 60 milhões. Parte das ações teria envolveria a empreiteira Engevix e a empresa Jamp, de Milton Pacowitch, lobista e um dos delatores da Lava Jato.
 
Ainda, segundo o delator, o dinheiro teria sido repassado para Pedro Barusco, Renato Duque e “um núcleo político” que envolvia Dirceu.
 
Outro ponto onde a Lava Jato pega para fazer o nó da acusação é porque a Engevix celebrou contratos com a JD Consultoria, empresa de José Dirceu. Ainda, segundo a justiça de Curitiba, Luiz Eduardo atuava como auxiliar do ex-ministro no recebimento das supostas propinas e lavagem de dinheiro. 
 
Em seu despacho, o juiz Sérgio Moro afirma que o irmão de Dirceu teria admitido à PF que recebia pagamentos mensais de R$ 30 mil em dinheiro do lobista Pascowitch, completando porém que desconhecia a origem do dinheiro e os motivos dos pagamentos. 
 
“Também admitiu aparentemente que pagamentos efetuados por empreiteiras após a condenação de José Dirceu não teriam sido efetuados a título de consultoria, como anteriormente afirmava a empresa JD em sua defesa, mas a título de ‘auxílio'”, completou Moro. 
 
A notícia põe em alerta a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também condenado em segunda instância pelo TRF-4. 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

12 comentários

  1. Caro Nassif
    O irmão do Zé

    Caro Nassif

    O irmão do Zé Dirceu é preso, logo  a CIA, via moro decreta a prisão da recém nascida neta do Lula.

    Meusdeuses. 

    Saudações

     

  2. Estão aplainando o terreno

    Estão aplainando o terreno para evitar os solavancos para que a prisão de Lula seja inevitável. Algo do tipo: ” a Justiça é para tolos, digo toldos, ou melhor, todos”.

    O que causa espanto é o rigor dessas penas. Ontem assisti na TV uma matéria sobre um tal de “Elias maluco”, responsável pela tortura e morte do jornalista Tim Lopes. Além dos horríveis suplícios a que fez passar a vítima, ou seja, um crime que ultrapassa as fronteiras do hediondo, havia também a ficha “corrida”, o passado criminoso do traficante. 

    Com tudo isso, a pena não alcançou o teto, mas somente 28 anos. José Dirceu, somadas todas as penas, talvez ultrapasse o teto de 30 anos. 

    Na realidade, há no país, hoje, dois sistemas de Justiça com seus respectivos parâmetros: a Lava a Jato e o resto. Para a primeira vale tudo. 

    O Judiciário brasileiro apodreceu de maneira irremediável. 

     

    • JB, eu acrescentaria que não

      JB, eu acrescentaria que não só apodreceu como já estava podre desde muito e se assomou quando Lula assumiu o primeiro mandato.

      Dessa forma, o mesmo sistema judiciário que condena pobre e absolve rico, hoje evidencia patentemente que se estende à esquerda e tudo o que ela representa, inclusive o PT e suas figuras.

      É o mesmo sistema judiciário, representado na figura do STF, que condenou com a AP470, sustentado pela mídia hegemônica e respaldado por ela. O lupanar que é a justiça paralela de Curitiba é uma extensão desse estado de coisas, só que com cores atuais.

      Tudo o que se sucede com o PT e o seu derredor, i.e., tudo o que envolve a sigla – e eu afirmo que de maneira histórica – , está fadado a sofrer perseguições, condenações e exageros de toda espécie.

      Ainda que haja podridão de outras partes muitas vezes pior que qualquer desvio que o PT tenha cometido, ainda que toda a corrupção endêmica e histórica que acomete de maneira muito pior os poderes executivos das três esferas em que não haja o PT, ainda assim será sempre o PT o mal encarnado, será sempre o PT o criador de todo o “pecado” (ao menos pela maneira como a imprensa pintou e pinta o partido), será sempre o PT e suas figuras os merecedores de punições e condenações.

      Esse caldo já vinha fervendo desde muito. Não demorou muito e já no primeiro mandato de Lula a imprensa (ou leia-se Globo, para ser mais exato) se esforçava para escarafunchar tudo o que podia para poder criar matéria que pudesse escanecer o governo. Hoje o que vemos é o resultado de tantos anos de pedrada na vidraça, tantos anos de calúnia, mentiras e meias-verdades.

      O sistema podre mencionado por você já existia. Hoje ele apenas é mais um aparato componente dessa massa composta pela elite se junta aos mutios outros que praticam “justiça” parcial, que só sabe enxergar corrupção (e usam o seu suposto combate como mote e totem sagrado) em quem consideram inimigos e fazem vistas grossas aos demais.

      Assim, JB, o sistema judiciário está contaminado desde sempre, e apenas revela sua face cínica e despudorada de cometedor de injustiças, pois seus representantes se sentem livres para continuamente e repetidamente cometê-las.

      Saudações.

      • Cintra,
        A réplica dá de dez a

        Cintra,

        A réplica dá de dez a zero no meu singelo comentário. Foi bem mais rica e profunda. 

        É de notar que depois que representantes das forças populares assumiram o Poder em 2003 – uma verdadeira ofensa ao status quo, Casa Grande, que definições mais se dê a essa estrutura – um “novo” país também emergiu. De repente, o que era assim ficou assado; e vice-versa. 

        O último baluarte, o sistema judiciário, se despiu das togas e deu um tchau para qualquer tipo de pudor após o mensalão. Franqueou todo o seu Poder, não só institucional, mas simbólico, com vista a destruir essa breve experiência política que ousou, mesmo que de leve, afrontar os verdadeiros Donos do Poder. 

          

  3. Mais um dia triste

    Mais uma condenação sem provas, e muita convicção. Mais um amontoado de notícias, e de criações da mídia que são todos os dias reforçados. Primeiro fazem afirmações e ilações criando suspeições, depois isto se transforma em um auto do MP , principalmente de Curitiba, no terceiro passo já se noticia que  o MP tem evidências das suspeições. A partir daí a mídia já fala que o acusado admitiu a culpa e a seguir se expropria o dinheiro, se expropria até a casa da mãe.  Enquanto o isto o delator escolhido tem duas opções, ou confirma as acusações ou confirma as acusações.  E num julgamento sumário, Curitiba condena e TRF4 aumenta a pena.

    No caso de Claudia Cruz, mulher Cunha, todas as evidências não são suficientes para sequer continuar a investigação. Agora a justiça de Curitiba pressiona midiaticamente o STF, para que o STF obedeça os ditames . Para isto decretam cada vez mais e de forma bastante midiática prisões em segunda instância, para justificar em breve o pedido de prisão de Lula. Vão dizer aos quatro cantos que Lula  não pode ser tratado diferentemente. Com ajuda da mídia mesmo diante de todos os esbulhos perpetrados durante o julgamento, mesmo na ausência de provas, daqui até decretarem a prisão chamarão cada vez mais delatores que criarão o enredo para a prisão de Lula.

    Tudo isto é um ópera bufa de péssima qualidade, pois sequer tem um enredo bem montado. O enredo já está ate desgastado, mas o enredo é sobretudo uma declaração que :”faço o que quero e o faço simplesmente porque posso”. 

    E enquanto isto Serra vê prescrita suas ações de 2010, e Azeredo condenado em segunda instância espera o tempo da prescrição. 

  4. Adimitiu aparentemente…

    O “admitir aprentemente” é primo do “apartamento atribuido”.  Se existe este trecho “admitiu aparentemente” no processo e se ele fosse sério o acusado estava livre.

    Irmão de Dirceu me lembra mulher do cunha, ou ela não admitiu aparentemente?

    Eles não têm limites, além de tudo. 

     

  5. De homens e de ratos

    Atacam Lula e sua familia, atacam José Dirceu e sua familia por questões que estão distante de serem crimes.Condenam petistas sem provas, absolvem Claudia Cruz com contas e seu usufruto no exterior. E então os rabulas vão à publico dizer que estão fazendo uma enorme limpreza publica no Brasil: a de livrar o pais da raça dos petistas. Apenas isso. E assim os ratos poderão continuar a festa sossegados.

  6. Ontem Moro teve que

    Ontem Moro teve que reconhecer que os recibos de aluguel do Lula eram verdadeiros e na calada da noite mandou prender o irmão do Dirceu. Já conhecemos o modus operandi da quadrilha do Judiciário sudestino.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome